Busca avançada
Ano de início
Entree

Fluorescência de clorofila e análise multiespectral de imagens para avaliação da qualidade de sementes de cenoura e tomate

Processo: 18/24777-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Clíssia Barboza da Silva
Beneficiário:Patrícia Aparecida Galletti
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/15220-7 - Métodos de análise de imagens não destrutivos para avaliação da qualidade de sementes, AP.JP
Assunto(s):Sementes   Produção agrícola   Controle da qualidade   Maturação vegetal   Daucus carota   Lycopersicon esculentum

Resumo

O alto custo de produção de sementes de hortaliças torna essencial a obtenção de estandes iniciais ideais, a partir da utilização de sementes de qualidade, com controle de custos e viabilidade do sistema de produção. Em espécies como cenoura e tomate, em que o florescimento e a frutificação são contínuos, encontram-se frutos de uma mesma planta em diferentes estádios de maturação, dificultando a determinação da época de ocorrência da maturidade fisiológica das sementes e o momento ideal para a colheita. Tal variação reduz a qualidade geral dos lotes de sementes. Sementes imaturas germinam mais lentamente, e após a maturidade apresentam germinação mais rápida e uniforme, com a produção de plântulas maiores e mais vigorosas. Portanto, a variação nos estádios de maturação das sementes reflete em mudanças no crescimento e desenvolvimento das plântulas resultantes. Neste sentido, é necessário o desenvolvimento de procedimentos rápidos e precisos para avaliar a qualidade dessas sementes. Assim, o plano de trabalho se constituirá na análise das amostras de lotes comerciais de sementes de cenoura e tomate, para identificação de sementes em diferentes estádios de maturação, utilizando a técnica de fluorescência de clorofila e de análise multiespectral de imagens. A metodologia propõe, inicialmente, a utilização do equipamento denominado SeedReporter, que permite, não só a avaliação da fluorescência da clorofila das sementes, mas também, o acompanhamento do vigor das plântulas em análise, permitindo correlacionar as diferenças de vigor observadas nas sementes, com o desempenho das plântulas resultantes. Simultaneamente, as amostras serão submetidas à análise multiespectral, pela utilização do equipamento VideoMeterLab com o objetivo de se obter informações espaciais e espectrais a partir dos objetos alvo para se determinar os padrões de imagens mais adequados para o controle de qualidade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Bolsista da FAPESP é premiada no 7º Congresso de Sementes das Américas 
Bolsista da FAPESP é premiada no 7º Congresso de Sementes das Américas