Busca avançada
Ano de início
Entree

Quantificação do destino do saflufenacil em água utilizando duas espécies de macrófitas

Processo: 18/25065-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Valdemar Luiz Tornisielo
Beneficiário:Felipe Gimenes Alonso
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Degradação   Descontaminação   Ecotoxicologia

Resumo

Saflufenacil é um herbicida altamente persistente no ambiente e é muito tóxico para organismos aquáticos, como algas e peixes. É um produto altamente móvel no solo, podendo atingir frequentemente lençóis freáticos e contaminar ecossistemas aquáticos. No entanto, algumas algas podem produzir substâncias que interferem na degradação do herbicida, fazendo com que a dissipação do produto no ambiente seja mais rápida. Ainda não existem pesquisas quantificando o potencial de macrófitas para degradar o 14C-saflufenacil, portanto, estudar possibilidades de mitigação deste herbicida utilizando estas espécies é de suma importância para a preservação do meio ambiente. O objetivo desta pesquisa será estudar o potencial da Elodea densa e Pistia stratiotes em influenciar a degradação do 14C-saflufenacil. Serão utilizadas cinco diferentes densidades de ambas as algas (0, 250, 400 e 500 g de massa seca m-3). Em tanques de aço inoxidável contendo água ultrapura, será aplicada uma mesma radioatividade conhecida de 14C-saflufenacil, juntamente com as diferentes densidades de ambas as algas e será medida a radioatividade por meio de espectrometria de cintilação líquida (ECL) em 0, 2, 4, 24, 48, 72 e 96 horas após a aplicação (HAA). Após a última análise (96 h), as plantas serão oxidadas em um oxidador biológico para a quantificação do resíduo absorvido e análise do balanço de massas. Com este estudo, espera-se que ambas macrófitas escolhidas sejam capazes de acelerar consideravelmente a degradação do 14C-saflufenacil em água, bem como absorver o herbicida, tornando a água mais limpa para o consumo.