Busca avançada
Ano de início
Entree

Estação Júlio prestes: critérios de atratividade aplicados a um patrimônio ferroviário ativo

Processo: 18/22649-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Turismo
Pesquisador responsável:Eduardo Romero de Oliveira
Beneficiário:Júlia Moreira de Deus
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rosana. Rosana , SP, Brasil
Assunto(s):Turismo cultural   Patrimônio cultural   Patrimônio ferroviário   Entrevistas (psicologia)

Resumo

O objeto de estudo desse trabalho é um patrimônio ferroviário ativo, mais especificamente a Estação Júlio Prestes. A partir dele, objetiva-se identificar quais elementos compõem a atratividade turística dos bens ferroviários protegidos. Ainda não há um método de avaliação dos atrativos que seja aceito no mundo todo (FORMICA, 2004), porém o Ministério do Turismo sugere um método de hierarquização de atrativos (BRASIL, 2017). Para a realização da pesquisa, será feita uma revisão teórica e metodológica, análise da visita monitorada da Sala São Paulo, localizada na Estação Júlio Prestes, e entrevistas com os monitores da Sala, aplicação de questionário e avaliação do TripAdvisor para identificar a motivação dos turistas e, por fim, discussão do INVTUR e do método de hierarquização de atrativos propostos pelo MTur. Com isso, espera-se chegar a alguns critérios que possam qualificar a atratividade turística do patrimônio ferroviário ativo.