Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema de liberação controlada de fármacos baseado em Nanotubos de TiO2 crescidos em uma liga biomédica de titânio tipo beta

Processo: 19/01760-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Rubens Caram Junior
Beneficiário:Leonardo Fanton
Supervisor no Exterior: Javier Marugan
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad Rey Juan Carlos, Móstoles (URJC), Espanha  
Vinculado à bolsa:17/16715-0 - Evolução da textura cristalográfica gerada por laminação e recristalização da liga Ti-35Nb-7Zr-5Ta e seu efeito no Crescimento de Nanotubos de TiO2, BP.PD
Assunto(s):Anodização   Biomateriais   Titânio   Próteses e implantes

Resumo

O titânio e suas ligas são conhecidos pela sua única combinação de propriedades, tais como alta resistência específica, excelente resistência à corrosão em meios aquosos e baixo módulo de elasticidade. O titânio também apresenta boa biocompatibilidade, graças à camada inerte de dióxido de titânio (TiO2) que se forma espontaneamente em sua superfície. O TiO2 também pode crescer na forma de nanotubos ou nanofios na superfície do titânio através de um simples processo de anodização em um eletrólito com fluoretos. A literatura mostra que as nanoestruturas de TiO2 aumentam a biocompatibilidade de implantes pela formação de um bom meio para a adesão e proliferação celular, o que promove uma melhor adesão do implante com o osso. Além disso, a geometria dos nanotubos de TiO2 o tornam atrativos para aplicações de liberação controlada de fármacos. O fármaco pode ser inserido dentro dos nanotubos e ser liberado a uma taxa desejada ou pela ação de um estímulo externo, como temperatura corporal, pH, magnetismo, entre outros. Nossos resultados prévios mostraram que a liga de titânio beta Ti-35Nb-7Zr-5Ta (TNZT) é um excelente substrato para o crescimento de nanotubos e nanofios. Este projeto almeja criar um sistema controlado de liberação de fármacos baseado em nanotubos de TiO2 crescidos em uma liga TNZT. Primeiro, a morfologia dos nanotubos obtidos com diferentes parâmetros de anodização será avaliada para selecionar a mais adequada para a liberação de fármacos. Antimicrobianos serão incorporados nos nanotubos e diferentes mecanismos de liberação (recobrimentos) serão testados. A liberação do fármaco será avaliada por testes in vitro e a solubilidade do TiO2 (estabilidade a longo prazo) em um fluido corporal simulado será medida.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.