Busca avançada
Ano de início
Entree

Petrocronologia aplicada ao estudo do contexto tectono-metamórfico das rochas da Formação Turvo-Cajati, domínio Curitiba, e sua influência na evolução da Faixa Ribeira, Cajati, SP

Processo: 18/01572-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Renato de Moraes
Beneficiário:Bruna da Silva Ricardo
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/19651-8 - Utilizando petrocronologia para o entendimento da evolução tectonometamórfica do domínio Curitiba, Faixa Ribeira, se Brasil, BE.EP.MS
Assunto(s):Petrologia metamórfica   Metamorfismo

Resumo

Na Faixa Ribeira, entre os Estados de São Paulo e Paraná, afloram rochas metassedimentares da Formação Turvo-Cajati cujos estudos recentes apontam para gradientes metamórficos de campo distintos na mesma unidade. Nas rochas de fácies granulito com fusão parcial, o regime bárico indica pressão superior à 9 kbar (Faleiros, 2008), já nas rochas de fácies anfibolito, o metamorfismo é do tipo barroviano com pressão em torno de 6 kbar (Ricardo, 2017). Ambas as rochas são atribuídas à Formação Turvo-Cajati, porém a relação entre as duas subunidades litotectônicas não está bem definida. O presente estudo busca detalhar o metamorfismo barroviano descrito por Ricardo, 2017, com o refinamento das isógradas mapeadas pela autora, o estabelecimento das condições de pressão e temperatura do metamorfismo que afetou essas rochas. Além disso, pretende aplicar a petrocronologia para obter idades dos eventos metamórficos nessas amostras em grãos de monazita e compará-las com os dados disponíveis em bibliografia para as rochas estudadas por Faleiros, 2008 que apontam metamorfismo ocorrido em 589 ± 12 Ma e 584 ± 4 Ma (Faleiros et al., 2011; Faleiros et al., 2016). A partir disso, o projeto buscará ter uma visão ampla sobre essas subunidades e sua evolução tectono-metamórfica no contexto do metamorfismo da Formação Turvo-Cajati, o seu significado dentro do Domínio Curitiba e, consequentemente, da Faixa Ribeira.