Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da osseointegração de implantes ACQUA em ratos com comprometimento sistêmico

Processo: 18/01610-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 05 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Rosemary Adriana Chierici Marcantonio
Beneficiário:Felipe Eduardo Pinotti
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Ósseointegração   Diabetes mellitus   Implantodontia   Nicotina

Resumo

O objetivo deste estudo é avaliar o efeito de uma superfície modificada por jateamento e ataque ácido e mantida em solução isotônica (Superfície Hidrofílica) em comparação a uma superfície usinada) sobre a osseointegração de implantes em animais com comprometimento sistêmico. Serão utilizados 128 ratos que serão divididos em 2 estudos. No primeiro estudo serão utilizados 64 ratos, que serão divididos em 4 grupos com 16 animais cada, e avaliados em dois períodos experimentais (15 e 45 dias), com 8 animais em cada grupo. Os grupos serão divididos de acordo com o tipo de implante que será instalado na tíbia dos animais e a condição sistêmica dos mesmos: Grupo Hidrofílico/Saudável; Grupo Hidrofílico/Diabético; Grupo Usinado/Saudável; Grupo Usinado/Diabético;. No segundo estudo serão utilizados 64 ratos, que serão divididos em 4 grupos com 16 animais em cada, e que serão avaliados em dois períodos experimentais (15 e 45 dias), com 8 animais em cada grupo. Os grupos serão divididos de acordo com o tipo de implante que será instalado na tíbia dos animais e a condição sistêmica dos mesmos: Grupo Hidrofílico/Saudável, Grupo Hidrofílico/Nicotina, Grupo Usinado/Saudável e Grupo Usinado/Nicotina. Em ambos os trabalhos serão realizadas análises: biomecânicas (contra torque de remoção dos implantes), histométricas (avaliação do contato do osso com os implantes e da área de formação óssea entre as roscas), análise de formação óssea (fluorocromos-Calceína e Alizarina), microtomográfica (avaliação da área óssea ao redor dos implantes), Análise proteômica para avaliar a expressão proteína de possíveis vias de sinalização e imuno-histoquímica (expressão da proteína morfogênica óssea 2 (BMP-2), da fosfatase alcalina (AP) e da osteocalcina (OCN).