Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento profissional docente de professores e experientes e iniciantes: Programa Híbrido de Mentoria

Processo: 18/26170-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Aline Maria de Medeiros Rodrigues Reali
Beneficiário:Gabriela Celestini
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/25412-8 - Desenvolvimento profissional docente de professores experientes e iniciantes: programa híbrido de mentoria, AP.EP
Assunto(s):Ensino híbrido   Desenvolvimento profissional   Capacitação de professores   Formação de professores   Professores   Mentores   Estudos de intervenção   Coleta de dados

Resumo

Os primeiros anos da carreira docente são um período particularmente complexo, pois estes professores têm habitualmente as turmas mais complicadas, nas escolas mais difíceis e raramente recebem apoio institucional. Em face da ausência de iniciativas e programas voltados para o acompanhamento e apoio de professores iniciantes em seus primeiros anos de atividade profissional, propõe-se uma pesquisa-intervenção que objetiva investigar as contribuições e limites de um Programa Híbrido de Mentoria para o desenvolvimento profissional de professoras iniciantes e professoras experientes, as mentoras, de diferentes níveis de ensino, a partir de diferentes ênfases, a saber, professores iniciantes, professores experientes e do próprio programa. Procura-se com a sua realização compreender as diferentes implicações do caráter híbrido - compreendido como a articulação de atividades virtuais e presenciais (Vaughan, 2010), de relações mais estreitas entre a formação e a atuação docentes e superação da desconexão usual entre universidade-escola (Zeichner, 2010) - para processos de aprendizagem e desenvolvimento profissional da docência de professores iniciantes em interação com professores experientes, os mentores. O referencial teórico engloba: professores iniciantes; professores experientes; mentores, programas de mentoria; aprendizagem da docência e desenvolvimento profissional; base de conhecimento; parceria universidade-escola; espaços híbridos de formação; narrativas escritas: Veenman, 1984; Abarca, 1999; Mizukami et al, 2002; Garcia, 2002, 1999; Shulman, 1987 e 2005; Zeichner, 2010; Vaughan, 2010; Slater, 2010 etc. Adota-se uma abordagem construtivo-colaborativa (Cole e Knowles, 1993) de pesquisa e intervenção. Os instrumentos de coleta de dados serão derivados de diferentes ferramentas de coleta de dados obtidos em ambientes presencias e virtuais tais como: redação de ensaios e biografias, elaboração de diários e participação em fóruns e discussões, seminários, grupos de estudos etc. A análise dos dados se dará processualmente, já que poderá gerar informações e compreensões para definir os contornos da formação e orientar a ação das pesquisadoras. Pretende-se obter subsídios para programas de mentoria com professores de diferentes níveis e a comparação desta proposta com outras já realizadas; analisar o caráter híbrido da iniciativa, bem como aspectos específicos sobre professores iniciantes e de professores experientes atuarem como mentores. O grupo proponente tem ampla experiência em ações presenciais e via internet de formação de professores. Pertence ao quadro de docentes permanentes do PPGE-UFSCar com produção acadêmica consolidada relativa ao tema da proposta. Um dos espaços que o grupo proponente tem utilizado para desenvolver programas, cursos e investigações é o Portal dos Professores da UFSCar, localizado em www.portaldosprofessores.ufscar.br. Esse portal tem ao longo do tempo oferecido informações de diferentes naturezas para qualquer usuário e disponibiliza espaços para a realização de investigações usualmente pautadas num modelo construtivo-colaborativo de interação universidade-escola e tem como foco processos de aprendizagem e desenvolvimento profissional da docência. Nas diversas investigações, programas e cursos desenvolvidos os proponentes têm assumido que os professores detêm conhecimentos que são construídos ao longo de suas trajetórias como estudantes e profissionais, os quais podem ser ampliados, ajustados, revistos tendo em vista as características dos diversos contextos de atuação e momentos da carreira. Outro pressuposto refere-se ao fato de que professores em geral necessitam de apoio para se desenvolverem profissionalmente e que o diálogo entre pares, em especial o intergeracional realizado virtual ou presencialmente, tendo a escola e assuntos da sala de aula como foco, é uma ferramenta importante neste processo, a despeito do pouco conhecimento que se tem a este respeito.