Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos dos ácido graxos ômega-3 no metaboloma de macrófagos isolados de sangue humano e na ferida de camundongos diabéticos

Processo: 19/00481-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 29 de março de 2019
Vigência (Término): 28 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Hosana Gomes Rodrigues
Beneficiário:Beatriz Burger
Supervisor no Exterior: Fernando Oneissi Martinez Estrada
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Surrey, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:18/00529-5 - Efeitos da suplementaç'ão com ácido graxo ômega-3 eicosapentaenóico (EPA) na cicatrizaç'ão de feridas em camundongos diabéticos: enfoque na via do NLRP3, BP.MS
Assunto(s):Fisiologia da pele   Cicatrização   Lipidômica   Eicosanoides   Diabetes mellitus

Resumo

A cicatrização tardia de feridas é uma complicação comum do câncer e do diabetes, aumentando infecções, amputações e morte. O reparo de tecidos requer a migração de células para a região ferida e a proliferação de novas células para restaurar a estrutura original do tecido. Neste processo, a mudança entre as moléculas pró-inflamatórias e a proresolução é essencial para limitar o dano do tecido e permitir a progressão para as próximas fases. O metaboloma bioativo do ácido araquidônico (AA, C20: 4, É-6), ácido eicosapentaenóico (EPA, C20: 5, É-3), ácido docosahexaenóico (DHA, C22: 6, É-3) alteram a resposta e resolução da inflamação. Sabe-se que os ácidos graxos ômega-3 (É-3) possuem efeitos imunomoduladores em condições fisiológicas e fisiopatológicas. No entanto, não está claro os efeitos do uso perioperatório de ácidos graxos É-3 no reparo tecidual. A suplementação com ácidos graxos É-3 altera a composição de membrana dos fosfolipídios, modificando a produção de mediadores lipídicos, como maresinas e resolvinas, alterando a resposta inflamatória. Assim, o objetivo do presente projeto é avaliar a produção de lipídios bioativos no tecido cicatricial de camundongos. Para isso, os camundongos serão separados em três grupos: (C) Controle; (D) diabéticos e (ED) animais diabéticos que receberam 2 g / Kg de peso corporal de óleo rico em EPA. Após 4 semanas de suplementação com óleo rico em EPA, uma ferida será induzida no dorso posterior dos animais, e o tecido será coletado em diferentes momentos. Como este projeto faz parte de um ensaio clínico, em desenvolvimento no Reino Unido, também analisaremos a produção de lipídios bioativos por macrófagos isolados do sangue em pacientes com suplementação nutricional peri-operatória com ômega-3 com câncer colorretal submetido à ressecção colorretal laparoscópica eletiva. Para investigar a produção de mediadores lipídicos, realizaremos CG-MS / MS para avaliar mais de 30 metabólitos derivados de AA, EPA e DHA.