Busca avançada
Ano de início
Entree

Aumento da representatividade taxonômica de rhinebotrídeos para melhorar sua análise filogenética e circunscrição morfológica

Processo: 19/01453-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 15 de maio de 2019
Vigência (Término): 12 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Fernando Portella de Luna Marques
Beneficiário:Bruna Trevisan Souza Szucko
Supervisor no Exterior: Janine Nicole Caira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Connecticut (UCONN), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:17/11063-4 - Sistemática de Rhinebothrium linton, 1890 e composição de Rhinebothriidae Euzet, 1953 (Platyhelminthes: Cestoda), BP.DR
Assunto(s):Sistemática   Filogenia   Parasitos

Resumo

Nos últimos anos, a classe Cestoda passou por consideráveis mudanças taxonômicas, principalmente nas categorias supra-genéricas. Esta reestruturação deveu-se principalmente à contribuição de novas evidências nas relações filogenéticas de táxons a partir de dados moleculares. No entanto, vários táxons ainda precisam ser revisados; por exemplo: a família Rhinebothriidae Euzet, 1953. Esta família inclui 71 espécies de endoparasitas de batóideos, organizados em 8 gêneros distribuídos mundialmente. Hipóteses filogenéticas recentes indicam que a sistemática do grupo é inadequada, especialmente porque seu gênero-tipo, Rhinebothrium Linton, 1890 é polifilético. A compreensão plena da diversidade de rhinebotrídeos é crucial para elucidar a composição da família, circunscrever seu gênero-tipo e testar o status taxonômico de outros gêneros. A atual ambigüidade das relações internas entre os grupos-irmãos dos membros dessa família é atribuída à baixa representatividade taxonômica e de dados moleculares. Dentro deste contexto, a adoção de abordagens modernas para obter novos marcadores moleculares em conjunto com a extensão de sua representatividade taxonômica é uma estratégia lógica para resolver a sistemática do grupo. Aqui, propomos conduzir um estudo filogenético sobre a filogenia de Rhinebothriidae usando genes ribossômicos mitogenômicos e nucleares para uma representação taxonômica e biogeográfica sem precedentes a fim de: (i) fornecer uma circunscrição inequívoca para Rhinebothrium; (ii) descrever novas espécies para o gênero com a inclusão de representantes da costa brasileira; (iii) testar o status taxonômico dos gêneros em que as hipóteses filogenéticas recentes minam o monofiletismo de Rhinebothrium; e (iv) propor uma hipótese filogenética robusta para os relacionamentos entre os grupos-irmãos dos membros de Rhinebothriidae.