Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlação entre neoplasma mamário, obesidade, níveis séricos de Vitamina D e colesterol em cadelas

Processo: 18/20141-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Lizandra Amoroso
Beneficiário:Ana Carolina de Andrade Leite de Camargo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Assunto(s):Colesterol   Tutor   Neoplasias mamárias   Oncologia   Obesidade

Resumo

A obesidade é alteração metabólica frequente em animais de companhia que eleva o risco de ocorrência de neoplasma mamário e aumenta o seu grau de malignidade. A obesidade ou sobrepeso pode apresentar, como consequências, alterações biológicas locais e sistêmicas, como processos inflamatórios que aceleram e agravam o quadro do paciente oncológico. Estudos em humanos mostram que baixos níveis de vitamina D circulante, considerada importante fator antineoplásico, são fatores predisponentes ao desenvolvimento de neoplasmas. Porém há escassez de dados em cães. Não se sabe se, assim como em humanos, se a queda de vitamina D predispõe ao desenvolvimento de neoplasma, ou se as alterações endócrinas decorrentes do neoplasma reduzem a vitamina D sérica, como observado no osteossarcoma em cães. Desta forma, o presente estudo tem o objetivo de correlacionar escore corporal, nível séricos de 25(OH)D e colesterol com o desenvolvimento de neoplasma de mama em cadelas atendidas no Hospital Veterinário da Unesp de Jaboticabal. Os animais selecionados serão distribuídos em dois grupos, sendo um grupo com 10 cadelas obesas sem neoplasma de mama (grupo controle) e outro grupo com 10 cadelas obesas com neoplasma de mama avaliados quanto ao escore corporal. Inicialmente, será realizada entrevista com os tutores para avaliar a influência da relação do cão com o seu tutor no desenvolvimento da obesidade. Em seguida, serão realizados exames cardiográficos, ultrassonográficos e sanguíneo para triagem dos pacientes Serão coletadas amostras sanguíneas para mensurar a concentração de 25(OH)D sérica e colesterol. E posteriormente, as cadelas com neoplasma serão submetidas à mastectomia. A atual pesquisa poderá contribuir para o entendimento da correlação entre condição corporal, níveis sanguíneos de vitamina D e desenvolvimento de neoplasmas de mama em cadelas.