Busca avançada
Ano de início
Entree

Google style: os impactos do modelo organizacional flexível sobre os trabalhadores de uma empresa de TI

Processo: 18/24050-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Aline Suelen Pires
Beneficiário:Mariana Mundim Milhomem
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Sociologia do trabalho   Tecnologia da informação   Empresas de tecnologia avançada   Estrutura organizacional   Flexibilização do trabalho   Condições de trabalho   Entrevistas (psicologia)   São Carlos (SP)

Resumo

As últimas décadas do século XX foram marcadas por um período de reestruturação produtiva e o surgimento de uma economia cada vez mais centrada na informação. O trabalho formal, estável e assalariado é, cada vez mais, substituído por outra dinâmica voltada à flexibilidade, com a emergência do trabalho temporário e organizado por projetos, mudanças na jornada e no espaço de trabalho e a mobilização de qualidades subjetivas do indivíduo. Essas transformações são ainda mais observáveis no setor de Tecnologia da Informação, berço da revolução da tecnológica e de novas organizações do trabalho pautadas na flexibilidade, vital a um capitalismo competitivo globalizado. Nossa pesquisa buscará compreender, a partir de um estudo de caso, de que maneiras os trabalhadores vivenciam o modelo organizacional flexível difundido pelas empresas de tecnologia e quais suas percepções sobre este, observando de que maneira as condições de trabalho impactam sua saúde, vida pessoal e subjetividade. O caso específico é uma empresa de marketing digital situada na cidade de São Carlos-SP e a pesquisa será conduzida principalmente através de entrevistas, a partir de um roteiro semiestruturado.