Busca avançada
Ano de início
Entree

Resistência à corrosão da liga de alta entropia Al0,75CrFeCoNi produzida por conformação por spray

Processo: 19/02181-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Pesquisador responsável:Guilherme Zepon
Beneficiário:Guilherme de Paula Mazza
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/05987-8 - Processamento e caracterização de ligas metálicas amorfas, metaestáveis e nano-estruturadas, AP.TEM
Assunto(s):Corrosão dos materiais   Conformação por spray   Ligas de alta entropia   Resistência mecânica   Tenacidade dos materiais

Resumo

Materiais empregados em ambientes extremos como o setor petroquímico e naval devem apresentar elevada resistência mecânica e à corrosão. Ligas de Alta Entropia (LAE) no sistema AlCrFeCoNi combinam alta resistência mecânica e tenacidade. Ademais, um de seus componentes é o Cr, elemento de liga comumente associado à resistência à corrosão elevada em ambientes agressivos contendo cloretos. Apesar dos recentes trabalhos acerca da corrosão de LAEs, poucos destes avaliaram amostras obtidas por conformação por spray, rota de processamento muito mais próxima da realidade industrial do que a maioria dos processos comumente utilizados em estudos de corrosão de LAEs. O propósito deste projeto de pesquisa é produzir a LAE Al0,75CrFeCoNi por conformação por spray, caracterizar sua microestrutura e correlaciona-la com sua resistência à corrosão em eletrólitos ricos em íons cloretos. Análises de difração de difração de raios-x e de microscopia eletrônica de varredura serão empregadas para a caracterização microestrutural. Ensaios eletroquímicos não-destrutivo (resistência à polarização linear) e destrutivos (polarização potenciodinâmica) serão conduzidos em soluções com diferentes teores de íons cloretos para analisar a formação do filme passivo e sua estabilidade. A morfologia e a severidade do ataque por pites serão avaliadas através da análise microscópica da superfície corroída. Ao final do projeto, espera-se identificar se a LAE Al0,75CrFeCoNi produzida por deposição por spray, a qual apresenta alta resistência mecânica, também possui resistência à corrosão elevada para aplicações em ambientes agressivos contendo cloretos.