Busca avançada
Ano de início
Entree

Distúrbios ionosféricos propagantes observados sobre a Cordilheira dos Andes utilizando mapas/keogramas de Conteúdo Eletrônico Total perturbado

Processo: 18/09066-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geofísica
Pesquisador responsável:Cristiano Max Wrasse
Beneficiário:Cosme Alexandre Oliveira Barros Figueiredo
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Ionosfera   Ondas gravitacionais

Resumo

Distúrbios ionosféricos propagantes (do inglês, "Traveling Ionospheric Disturbances" - TID) são oscilações no plasma ionosférico, influenciadas por ondas de gravidade originarias por diversas fontes, e. g., tempestades convectivas, terremotos, orografia, aquecimento auroral entre outras. O proponente em seu doutoramento desenvolveu a metodologia de visualização e caracterização, de forma inédita, dos TIDs na região Sul-Sudeste do Brasil utilizando mapas de Conteúdo Eletrônico Total perturbado. Assim sendo, aprimorar o conhecimento dos TIDs na América do Sul (baixas e médias latitudes), e especificamente na região dos Andes, proposto no presente projeto, é de fundamental importância para a comunidade científica, pois na literatura, não se encontra artigos publicados nesta linha de pesquisa. Portanto, este projeto propõe estudar os TIDs utilizando mapas de Conteúdo Eletrônico Total perturbado, referente ao período de janeiro de 2013 a dezembro de 2015, e investigar onde estas ondas são geradas utilizando para isto um modelo de retro trajetória (ray tracing) de ondas de gravidade e tentar associar a fonte destas ondas com algum mecanismo físico, como por exemplo, a orográfica ou tempestades convectivas. Neste projeto será possível caracterizar os TIDs (e. g., comprimento de onda, período, velocidade de fase e direção de propagação) e analisar as variações sazonal, latitudinal, e longitudinal dos mesmos no continente Sul Americano. Além disso, identificar e investigar em que região da atmosfera estes TIDs são originários.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ARAUJO RESENDE, LAYSA CRISTINA; DENARDINI, CLEZIO MARCOS; SILVA PICANCO, GIORGIO ARLAN; MORO, JULIANO; BARROS, DIEGO; OLIVEIRA BARROS FIGUEIREDO, COSME ALEXANDRE; SILVA, REGIA PEREIRA. On developing a new ionospheric plasma index for Brazilian equatorial F region irregularities. Annales Geophysicae, v. 37, n. 5, p. 807-818, SEP 17 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.