Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos endócrinos e moleculares envolvidos na diferenciação sexual de medaka (Oryzias latipes) em condições de estresse térmico

Processo: 18/10265-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Recursos Pesqueiros de Águas Interiores
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Rafael Henrique Nóbrega
Beneficiário:Ivana Felipe da Rosa
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/07620-7 - Banco de espermatogônias tronco em peixes para conservação do genótipo de espécies ameaçadas e de interesse econômico, AP.JP
Assunto(s):Hormônios tireóideos   Hidrocortisona   Diferenciação sexual (núcleo celular)   Biotecnologia   Oryzias latipes   Estresse térmico

Resumo

Dentre os vertebrados, os peixes apresentam mecanismos de determinação e diferenciação sexual ligados tanto a fatores genéticos como ambientais, como variações de temperatura. Essas variações, podem influenciar o controle endócrino de diversos hormônios, tal como os hormônios tireoidianos e cortisol, caracterizados por serem importantes moduladores do processo de determinação e diferenciação sexual em peixes. Sendo assim, nosso objetivo é testar se o aumento da temperatura poderia modular mecanismos endócrinos dependentes de glicocorticóides e de hormônios tireoidianos, influenciando a expressão de genes envolvidos na diferenciação sexual em Medaka. Para isso, iremos induzir reversão sexual em embriões e larvas de medaka a fim de gerar machos revertidos (XX) através do aumento da temperatura. Para comprovar se a reversão sexual induzida pelo estresse térmico é mediada pelo cortisol e pelos hormônios tireoidianos serão utilizados inibidores específicos para estes hormônios. Além disso, será avaliado o padrão de expressão do gsdf e de genes diferencialmente expressos durante o período de diferenciação sexual masculina e feminina nos diferentes grupos experimentais (temperatura, cortisol e HTs). Também serão gerados animais que superexpressam o gsdf para avaliar o fenótipo destes. Estes resultados fornecerão subsídios para um melhor entendimento entre fatores no eixo genético - ambiental - endócrino durante a diferenciação sexual neste importante modelo biológico, expandindo nosso conhecimento sobre os genes regulatórios da cascata de determinação/diferenciação sexual em vertebrados.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARTINEZ-BENGOCHEA, A.; DORETTO, L.; ROSA, I. F.; OLIVEIRA, M. A.; SILVA, C.; SILVA, D. M. Z. A.; SANTOS, G. R.; SANTOS, J. S. F.; AVELAR, M. M.; SILVA, V, L.; LUCIANELLI-JUNIOR, JR., D.; SOUZA, E. R. B.; SILVA, R. C.; STEWART, A. B.; NAKAGHI, L. S. O.; VALENTIN, F. N.; NOBREGA, R. H. Effects of 17 beta-estradiol on early gonadal development and expression of genes implicated in sexual differentiation of a South American teleost, Astyanax altiparanae. COMPARATIVE BIOCHEMISTRY AND PHYSIOLOGY B-BIOCHEMISTRY & MOLECULAR BIOLOGY, v. 248, OCT-NOV 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.