Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da terapia probiótica na periodontite experimental em ratos portadores de síndrome metabólica induzida por meio de dieta hiperlipídica

Processo: 18/16009-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Michel Reis Messora
Beneficiário:Giselle Aparecida da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Probióticos   Periodontite   Ratos   Síndrome metabólica

Resumo

O conceito de modular a microbiota intestinal por meio do uso de bactérias específicas paramelhorar o metabolismo do hospedeiro ganhou considerável interesse nos últimos anos. Algunsestudos pré-clínicos e clínicos demonstraram que a utilização de probióticos pode ser umapromissora alternativa terapêutica/preventiva para a síndrome metabólica (SM) e para a doençaperiodontal (DP). Ambas as condições estão intimamente associadas e afetam milhares depessoas em todo o mundo. Até o presente momento, nenhum estudo avaliou o impacto daterapia probiótica na associação SM-DP. O propósito deste estudo será avaliar potenciais efeitosdo agente probiótico Bifidobacterium animalis subsp. lactis HN019 no desenvolvimento daperiodontite experimental associada ou não às co-morbidades da SM em ratos Sprague-Dawley.Serão utilizados 40 ratos machos Sprague-Dawley com síndrome metabólica induzida peloconsumo de ração hiperlipídica (SDSM) e 32 ratos machos Sprague-Dawley que consumirãoração comum (SD). Eles serão aleatoriamente divididos em grupos com doença periodontalinduzida por ligaduras (DP) e grupos controle (C), nos quais a DP não será induzida. Cada umdesses 2 grupos será subdividido em 2 subgrupos, de acordo com o protocolo alimentarrecebido, constituindo as seguintes situações: i) SDSM-C e SD-C (ratos sem DP - n = 18); ii)Grupos SDSM -PROB e SD-PROB (ratos sem DP e tratados com probiótico - n = 18); iii)Grupos SDSM -DP e SD-DP (ratos com DP - n = 18); iv) Grupos SDSM-DP-PROB e SD-DP-PROB (ratos com DP e tratados com probiótico - n = 18). A SM será induzida por meio doconsumo de ração hiperlipídica (60% gordura). O consumo será iniciado 8 semanas antes daterapia probiótica e continuará até o dia da eutanásia dos animais. Na 14 a . semana do estudo, aDP será induzida por meio da colocação de ligaduras que permanecerão durante 14 dias nosprimeiros molares inferiores de cada animal. A cepa probiótica será adicionada diariamente àágua dos animais durante 8 semanas. Todos os animais serão submetidos à eutanásia 16semanas após o início do experimento. Serão avaliados: i) parâmetros metabólicos e níveis decitocinas pró e anti-inflamatórias por meio de imunoensaios enzimáticos (ELISA e LuminexTMxMAP®); ii) níveis de perda óssea alveolar e de inserção por meio de análisehistomorfométrica; iii) volume ósseo (micro-CT) e iv) perfil microbiológico intestinal (qRT-PCR). Os dados obtidos serão submetidos à análise estatística (p < 0,05).Palavras-chave: Ratos, síndrome metabólica, periodontite, probióticos.