Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da hiponatremia sobre o tecido ósseo

Processo: 18/17845-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Francisco José Albuquerque de Paula
Beneficiário:Luciana Tabajara Parreiras e Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Endocrinologia   Hiponatremia   Tecido adiposo   Osso e ossos   Osteoporose   Fraturas ósseas   Remodelação óssea   Dieta hipossódica   Diferenciação celular   Metabolismo energético   Modelos animais

Resumo

A hiponatremia é definida quando a concentração sérica de sódio [Na+] é menor que 135 mmol/L e é o distúrbio eletrolítico mais comum encontrado na prática clínica. A hiponatremia acomete especialmente indivíduos com idade avançada e aproximadamente 50% dos casos de hiponatremia crônica são causados pela Síndrome Inapropriada da Secreção do Hormônio Antidiurético (SIADH). Nos últimos anos, diversos estudos têm associado o estado hiponatrêmico como sendo um fator de risco para o desenvolvimento de Osteoporose e fraturas independentemente dos níveis do hormônio antidiurético (AVP), indicando que a queda sérica de sódio altera profundamente a atividade de remodelação óssea. Entretanto, os mecanismos moleculares e celulares responsáveis por estas alterações ainda não são completamente compreendidos. Portanto, o objetivo deste trabalho é avaliar o impacto da hiponatremia sobre a atividade de remodelação óssea, Tecido Adiposo da Medula Óssea (TAMO), microarquitetura óssea e diferenciação de células tronco estromais da medula óssea em ratos. Serão utilizados 30 ratos machos da raça Wistar, com dois meses de idade, com peso aproximado de 200 a 250g. Esses animais serão divididos em três grupos com 10 animais em cada grupo, onde receberão acesso ad libitum a água e dieta. Para o Grupo Controle (GC) (n=10) será oferecido uma dieta padrão, sem restrição de sódio (AIN-93M). Para o grupo com dieta hipossódica tratado com furosemida (GHF) (n=10) será ofertado dieta hipossódica (0,06 % Na) e água ad libitum. E para o grupo com dieta hipossódica tratado com hidroclorotiazida (GHH) (n=10) também será ofertado dieta hipossódica (0,06 % Na) e água ad libitum. O experimento terá duração de 12 semanas. Será avaliado o impacto da hiponatremia sobre a composição corporal, atividade de remodelação e mineralização óssea, microestrutura e resistência óssea e diferenciação de células tronco estromais e hematopoiéticas, respectivamente, em osteoblastos e osteoclastos. O presente trabalho pretende contribuir com novas considerações a respeito da influência da hiponatremia sobre a estrutura óssea e sua interação com o metabolismo energético. (AU)