Busca avançada
Ano de início
Entree

Cozinhas paulistanas: higienismo no espaço doméstico (1893-1941)

Processo: 18/21297-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Silvana Barbosa Rubino
Beneficiário:Gaya Maria Vazquez Gicovate
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):São Paulo   Cozinha   Cultura material

Resumo

O objetivo desta pesquisa é estudar a modernização da cozinha doméstica na cidade de São Paulo entre 1893 e 1941, observando se os consultórios médicos, laboratórios e hospitais teriam sido as matrizes das mudanças que ocorreram na cozinha com a eletrificação, a assepsia e a funcionalidade. Dessa forma, pretende-se averiguar se por meio da cozinha, o objeto principal de análise, o higienismo se insere no ambiente doméstico . A pesquisa procura observar essa questão em comportamentos, práticas, artefatos materiais, arquitetura e organização racionalizada dos espaços médicos e laboratoriais, que foram incorporados à cozinha. A metodologia consiste em uma análise comparada de fontes com base nos estudos de cultura material e estudos de gênero. As séries documentais abarcam teses e artigos médicos; propagandas de mobília e utensílio médicos e domésticos; plantas e imagens de cozinhas domésticas e hospitalares, laboratórios e consultórios médicos; relatórios e legislação sobre a cozinha; manuais e preceitos acerca do trabalho doméstico.