Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da atenção à saúde no pré-natal segundo estudo epidemiológico e revisão crítico-reflexiva

Processo: 19/00257-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Pesquisador responsável:Márcia Regina Cangiani Fabbro
Beneficiário:Flávia Marcos De Angeli
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/01918-5 - Avaliação da atenção à saúde no pré-natal segundo estudo epidemiológico e revisão crítico-reflexiva, AP.R
Assunto(s):Cuidado pré-natal   Período pós-parto   Garantia da qualidade dos cuidados de saúde   Qualidade dos cuidados de saúde   Gestantes   Pessoal de saúde

Resumo

Um pré-natal de qualidade transcende um olhar sob os dados quantitativos comumente usados para avaliar a qualidade da assistência prestada e percebida pelos usuários no período gravídico puerperal, de forma que o número recomendado de consultas às gestantes, por exemplo, não significa um pré-natal de qualidade. Esta proposta visa realizar uma revisão crítica e reflexiva a partir da análise documental, da literatura científica e de um estudo epidemiológico sobre a qualidade da atenção no pré-natal na atenção básica do município de São Carlos, SP, de forma a evidenciar os parâmetros propostos de avaliação da qualidade da assistência de pré-natal e puerpério na atenção básica. Trata-se de um estudo crítico de natureza reflexiva que articula um estudo epidemiológico observacional transversal, populacional associado a uma revisão documental das políticas públicas, em especial o Programa de Humanização do Parto e Nascimento e a Rede Cegonha, propostos pelo Ministério da Saúde e outras recomendações da OMS e uma revisão integrativa da literatura com a finalidade de verificar se as medidas de qualidade de atenção recomendadas conseguem abarcar o que tem sido denominado de qualidade de atenção em pré-natal. Será desenvolvido em 3 etapas: Etapa 1- Revisão Documental e Integrativa sobre qualidade do pré-natal. Etapa 2 - diagnóstico situacional - fase quantitativa: calcular os indicadores de caracterização da assistência ao pré-natal e ao parto propostos pelo Ministério da Saúde, relativamente ao no ano de 2018. Etapa 3 - Articulação dos resultados das etapas anteriores por meio de uma análise crítica. Para análise dos dados: etapas previstas para as revisões documentais e da literatura explicitadas pelos métodos de revisão; descrição epidemiológica de tabulações simples e cruzadas dos dados, processadas no software Epi-info v. 7.2, com dupla digitação independente; Programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS)® 18.0. Espera-se, por meio da articulação das três etapas, avaliar a qualidade da assistência no pré-natal, pós-parto e amamentação, a luz da perspectiva de gênero, feminismo dialógico, direitos reprodutivos, integralidade do cuidado e humanização em saúde e apontar outras medidas de qualidade. Também é esperado que esta proposta realize a primeira etapa de um estudo posterior de Doutoramento intitulado "Avaliação da atenção à saúde no pré-natal segundo diálogo igualitário entre profissionais de saúde e gestantes/puérperas", etapa que visa examinar os antecedentes teóricos e/ou práticos da questão de pesquisa, revisar as investigações realizadas e as teorias que tenham alguma relação com o problema, ampliar a visão sobre o estudo e facilitar o trabalho de campo, portanto contribuir para elaboração do marco teórico de um processo de investigação comunicativa