Busca avançada
Ano de início
Entree

Lambari Deuterodon iguape Eigenmann, 1907 como espécie nativa alternativa para aquicultura em áreas protegidas

Processo: 19/01122-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:Marcelo Barbosa Henriques
Beneficiário:Leonardo Castilho de Barros
Instituição-sede: Instituto de Pesca. Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/19747-2 - Lambari Deuterodon Iguape Eigenmann, 1907 como espécie nativa alternativa para a aquicultura em áreas protegidas, AP.R
Assunto(s):Piscicultura   Produção animal   Salinidade   Lambari   Deuterodon iguape

Resumo

O lambari Deuterodon iguape é uma espécie endêmica de pequenos rios e riachos costeiros do estado de São Paulo. Suas possibilidades de mercado para o litoral paulista são consideradas mais amplas em relação às demais regiões, já que estudos recentes identificaram, além da possibilidade de venda como isca-viva para pesca esportiva local, outros canais adicionais de comercialização da espécie para consumo humano, a partir de diversos equipamentos de comercialização, tais como: peixarias, bares, restaurantes, quiosques de praia, havendo inclusive demanda para utilização como peixe forrageiro em lojas de aquariofilia e aquários públicos da região. O projeto de pesquisa abordando esta espécie será dividido em quatro experimentos distintos, cujo os objetivos são: 1) Complementar o conhecimento disponível sobre a fisiologia e os fatores de produção do lambari D. iguape através do desenvolvimento de um modelo matemático que otimize a densidade ideal de estocagem em sistemas de recirculação, além da realização de um estudo econômico; 2) Determinar os efeitos subletais da espécie ao defensivo agrícola Triazol, comumente utilizado na região para a pulverização na bananicultura, através de testes de CL50, análise de toxidade no plâncton, estudo do metabolismo de rotina, comportamento natatório e parâmetros histológicos; 3) Realizar a larvicultura dessa espécie de lambari em águas oligohalinas (5, 10 e 15 g/L) para verificar a sobrevivência e posteriormente o aumento de sua resistência quando empregado como isca viva na pesca esportiva estuarina na comparação com o lambari não aclimatado; 4) Avaliar a eficiência de sua utilização como isca-viva na pesca do robalo em ambiente estuarino quando comparado a isca artificial através de testes de pescaria realizados em região estuarina.