Busca avançada
Ano de início
Entree

Microfluídica como ferramenta para o controle do tamanho e polidispersão de nanocoloides de prata e posteriores investigações relacionadas à formação de coroas proteicas

Processo: 19/03223-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Fernando Carlos Giacomelli
Beneficiário:Carin Cristina da Silva Batista
Supervisor no Exterior: Petr Stepanek
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Local de pesquisa: Czech Academy of Sciences (CAS), República Tcheca  
Vinculado à bolsa:17/24603-7 - Nanobiointerface em coloides metálicos: influência das características superficiais na estrutura da coroa protéica adsorvida sobre nanopartículas de prata e os seus impactos na citotoxicidade e potencial biotecnológico, BP.DR
Assunto(s):Microfluídica   Coroa de proteína   Microscopia

Resumo

O potencial uso de nanopartículas na área biomédica criou recentemente uma emergente linha de investigações científicas denominada nanomedicina onde sistemas nanoestruturados são avaliados para uso em diagnóstico e terapia. Na corrente sanguínea, os sistemas nanoestruturados inevitavelmente são revestidos por uma camada de proteína e isto tem grande impacto em muitos processos biológicos tais como citotoxicidade, captura celular, circulação sanguínea, sinalização, efeitos terapêuticos, transporte intracelular e biodistribuição. Sendo assim, esta proposta visa um melhor controle sobre as características estruturais de coloides de prata estabilizados por polímeros aminados utilizando a técnica de microfluídica. Posteriormente, serão investigados aspectos termodinâmicos relacionados à formação de coroa proteica. Durante as atividades experimentais no âmbito do projeto 2017 / 24603-7, enfrentamos dificuldades para produzir AgNPs com baixos índices de polidispersão e a principal motivação diz respeito ao uso da técnica de microfluídica disponível no Instituto de Química Macromolecular (Praga - República Checa) para um controle mais preciso das propriedades estruturais das AgNPs. Posteriormente, os sistemas coloidais serão caracterizados utilizando-se uma variedade de técnicas de espalhamento de luz, espectroscopia e imagem e, em seguida, será investigada a termodinâmica da adsorção de proteínas utilizando os recursos da calorimetria de titulação isotérmica (ITC). Esta técnica ainda não está disponível em nossa Universidade no Brasil e, portanto, consideramos apropriado incluir essas atividades experimentais no fluxo de trabalho proposto para o projeto BEPE. O período de estágio no exterior portanto, também vislumbrará uma melhor compreensão do comportamento de coloides metálicos estabilizados com polímeros em ambientes biológicos, estando alinhado a bolsa de doutorado no Brasil.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BATISTA, CARIN C. S.; ALBUQUERQUE, LINDOMAR J. C.; JAGER, ALESSANDRO; STEPANEK, PETR; GIACOMELLI, FERNANDO C. Probing protein adsorption onto polymer-stabilized silver nanocolloids towards a better understanding on the evolution and consequences of biomolecular coronas. Materials Science & Engineering C-Materials for Biological Applications, v. 111, JUN 2020. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.