Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial de lipossomas funcionalizados com bevacizumabe ou ácido hialurônico para incorporação de abiraterona no tratamento do câncer de próstata

Processo: 18/23430-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Maria Palmira Daflon Gremião
Beneficiário:Karen Cristina dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50928-2 - INCT 2014: Nanotecnologia Farmacêutica: uma abordagem transdisciplinar, AP.TEM
Assunto(s):Lipossomos   Ácido hialurônico   Internalização

Resumo

O câncer de próstata é a neoplasia mais incidente em homens no mundo. Essa neoplasia afeta aproximadamente 32% da população masculina. Dentre os quimioterápicos empregados recentemente adotados na terapia, destaca-se o abiraterona, que atua na inibição se da enzima CYP17 (responsável pela síntese de androgênios). A abiraterona foi aprovada pelo Food and Drug Administration (FDA) em 2012 para o uso no tratamento de câncer de próstata. Sendo indicado principalmente a neoplasias prostáticas resistentes a castração; apresentando uma eficiência na regressão do tumor em 65% dos casos. Todavia, esse fármaco possui seletividade reduzida frente a células cancerosas e assim como a grande maioria dos quimioterápicos, é responsável por uma vasta gama de efeitos secundários indesejados devido a sua interação com células sadias. Uma estratégia promissora a fim de potencializar a seletividade desse fármaco e diminuir seus efeitos secundários é a incorporação em lipossomas funcionalizados. Dentre as inúmeras possibilidades de funcionalização, este trabalho foca em dois diferentes funcionalizantes: o bevacizumabe, sendo esse um anticorpo monoclonal com alta especificidade pelo fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF). Essa especificidade tem como objetivo diminuir a formação de novos vasos, consequentemente reduzindo a vascularização no tecido tumoral. E a segunda vetorização testada será empregando ácido hialurônico, ligante natural do receptor CD44 e superexpresso em diversos tipos de câncer, dentre estes, o câncer de próstata. A superexpressão deste receptor é aumentada com a progressão do câncer. A vetorização de lipossomas, tanto por bevacizumabe quanto pelo ácido hialurônico, demonstra ser uma opção interessante para potencializar a seletividade na entrega de abiraterona associado às vantagens do carreamento de fármacos por um sistema nanoestruturado. Frente ao exposto, o objetivo do trabalho é desenvolver lipossomas para carreamento de abiraterona com dois diferentes tipos de funcionalização independentes e avaliar o seu potencial no tratamento de câncer de próstata. A caracterização físico-química será feita com a utilização de diversas técnicas. A captação (endocitose) e localização dos lipossomas no ambiente celular serão avaliados por microscopia confocal. Finalmente, os lipossomas serão avaliados quanto à eficácia na terapia do câncer de próstata por estudos de citotoxicidade in vitro em linhagens celulares neoplásicas.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.