Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do potencial antibacteriano e antibiofilme misto da própolis verde frente a cepas multirresistentes

Processo: 18/25108-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Sergio Ricardo Ambrosio
Beneficiário:Júlia Maria Braz Silva
Instituição-sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/04138-8 - Realização de estudos químicos, analíticos, biológicos, farmacológicos e tecnológicos para preenchimento das lacunas no desenvolvimento do setor de própolis brasileiro, AP.TEM
Assunto(s):Anti-infecciosos   Antibacterianos   Farmacorresistência bacteriana   Produtos naturais   Própolis

Resumo

A resistência bacteriana aos antimicrobianos é uma das maiores ameaças a saúde pública em todo mundo. Não somente em meio hospitalar, mas em meio comunitário, levando a morbidade e a mortalidade. O desenvolvimento de resistência bacteriana é um fenômeno natural, resultante muitas vezes do uso indiscriminado de fármacos. Há uma correlação clara entre o uso inadequado destes fármacos e os níveis elevados de resistência bacteriana. Na tentativa de prevenção e tratamento, inúmeras fontes naturais têm sido estudadas e utilizadas como matéria prima para atuarem como agentes bactericidas e bacteriostáticos. No cenário atual, com o surgimento de resistência a diversas drogas e o decréscimo em novas pesquisas para antibióticos, o Brasil se destaca, pois, abriga uma grande biodiversidade de plantas com ecossistemas e biomas variados, tendo grande potencial para estudos e produção de fitofármacos e fitoterápicos. O presente projeto visa o estudo da ação do extrato bruto da própolis verde, frações e substancias puras frente a onze cepas bacterianas multirresistentes provenientes do American Type Culture Collection. A metodologia para a avaliação da atividade antibacteriana será realizada pelo método de diluição em caldo para a determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM), e a partir da CIM, será determinado a Concentração Bactericida Mínima (CBM); será ainda realizada a Concentração Inibitória Mínima do Biofilme Misto (CIMB50). A necessidade de novos antibacterianos mostra-se imprescindível nos dias de hoje, em virtude de estimativas alarmantes que sugerem que as mortes desencadeadas por bactérias multirresistentes podem aumentar superando assim outras causas significativas de mortes. Diante disso, este projeto pretende colaborar com novas informações, viabilizando o desenvolvimento futuro de novos antibacterianos provenientes de produtos naturais.