Busca avançada
Ano de início
Entree

Estimativa econométrica do consumo de energia de condicionadores de ar em edificações no Brasil

Processo: 19/02635-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Conrado Augustus de Melo
Beneficiário:Gabriela Piovesan Santiago Suárez
Instituição-sede: Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/22074-0 - Eficiência energética de condicionadores de ar: avaliação da Lei 10.295, cenários de consumo energético e geração subsídios técnicos para apoio a tomada de decisões, AP.PFPMCG.R
Assunto(s):Econometria   Eficiência energética   Demanda energética   Consumo de energia elétrica   Ar condicionado   Edificações

Resumo

O uso de condicionadores de ar no Brasil tem crescido significativamente nos últimos anos e a tendência atual indica crescimento do estoque desses aparelhos em edificações comerciais, residenciais e públicas no país. O condicionamento ambiental com o uso desses aparelhos tem aumentado a demanda por energia elétrica e como consequência tem modificado padrões históricos da curva de carga dos sistemas elétricos. Nesse sentido, estimativas da penetração de novos aparelhos e, também, do estoque de condicionadores de ar que estarão em operação no futuro é uma questão chave para o planejamento energético nacional. O objetivo dessa dissertação é a aplicação de um modelo de base econométrica para estimar as elasticidades renda e preço da demanda de condicionadores de ar. A partir dessas estimativas serão realizadas projeções da penetração, do estoque e do consumo energético desses aparelhos de forma desagregada por categorias split e janela e por tipo de edificação, no caso, residencial, pública e comercial.