Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da estabilidade microestrutural do aço inoxidável austenítico AISI 316L processado via fusão seletiva a laser com diferentes estratégias de escaneamento

Processo: 18/23582-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Pesquisador responsável:Hugo Ricardo Zschommler Sandim
Beneficiário:Leonardo Shoji Aota
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/19442-0 - Avaliação da estabilidade microestrutural do aço inoxidável austenítico AISI 316L processado via fusão seletiva a laser com diferentes estratégias de escaneamento, BE.EP.MS
Assunto(s):Fusão seletiva a laser   Recristalização   Mudança de fase   Impressão tridimensional

Resumo

O presente projeto de mestrado objetiva avaliar a estabilidade microestrutural do aço inoxidável austenítico AISI 316L processado via fusão seletiva a laser (FSL) a partir de quatro estratégias distintas de escaneamento. Na maioria dos casos, as peças impressas precisam ser tratadas termicamente após o processamento em função das elevadas tensões residuais acumuladas. Os materiais processados por esta técnica de manufatura aditiva possuem microestruturas únicas que variam de acordo com as condições de processo (estratégia de escaneamento), em especial a densidade de discordâncias. As amostras foram processadas via FSL e já estão disponíveis para este estudo. Os materiais serão caracterizados na condição "como processados" e após recozimento isotérmico em 1150oC com ênfase na evolução da textura durante a recristalização estática. A caracterização microestrutural será realizada por meio de medidas de tensões residuais na condição "como processada", microdureza Vickers e microscopias ótica e eletrônica de varredura. A densidade de discordâncias será determinada por duas rotas distintas: metalografia quantitativa a partir de imagens obtidas por contraste de canalização de elétrons (ECCI) e por difração de raios X via método modificado de Williamson-Hall. A microtextura de áreas representativas das amostras será determinada por difração de elétrons espalhados (EBSD).