Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da imunogenicidade de novas proteínas recombinantes multi- estágio candidatas ao desenvolvimento de uma vacina contra o Plasmodium vivax

Processo: 18/17364-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Irene da Silva Soares
Beneficiário:Tarsila Mendes de Camargo Oliva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/13032-5 - Geração e análise da imunogenicidade de proteínas recombinantes baseadas nas diferentes formas alélicas do antígeno circumsporozoíta de Plasmodium vivax visando o desenvolvimento de uma vacina universal contra malária, AP.TEM
Assunto(s):Plasmodium vivax   Proteínas   Malária

Resumo

A busca por uma vacina eficaz contra a malária causada por Plasmodium vivax é um dos principais objetivos da pesquisa global e provavelmente exigirá um produto que inclua vários antígenos do ciclo do parasita. Para alcançar este objetivo propomos desenvolver uma vacina multi-antígeno e multi-estágio capaz de prevenir a infecção e/ou as manifestações clínicas da malária vivax. Dessa forma propomos fusionar a proteína Circunsporozoíta de fase pré- eritrocítica (CSP) com antígenos de fase sanguínea: a proteína de membrana apical de merozoíto AMA1 (PvCSPCT-AMA1), a porção de 19 kDa da proteína de superfície do merozoíto MSP1 (PvCSPCT-MSP119) e a proteína Duffy Binding Protein DPB-RII (PvCSPCT-DBP- RII). Trabalhos do grupo e literatura demonstram que esses antígenos são promissores e capazes de gerar anticorpos protetivos. Para tal as proteínas recombinantes serão expressas em Pichia pastoris seguindo protocolo já estabelecido pelo grupo. A purificação e caracterização será feita por cromatografia de alta performance, seguida por ensaios de immunoblotting e imunofluorescência utilizando lâminas com parasitas fixados (esporozoítas e merozoítas). Camundongos C57BL/6 serão imunizados com as proteínas descritas na presença do adjuvante Poly (I:C). A resposta humoral será mensurada por ELISA e a resposta celular por ensaios de proliferação de TCD4+ e TCD8+ e ELISPOT. A eficácia protetora desses anticorpos será realizada a partir da utilização de parasitas transgênicos de roedores P. berghei expressando a proteína CS de P. vivax (Pb-Pv). Esperamos com esse estudo obter uma vacina multi-antígeno e multi-estágio eficaz e avançar para ensaios clínicos.