Busca avançada
Ano de início
Entree

Preenchimento das ramificações apicais localizadas no último mm da raiz dentária utilizando dois comprimentos de trabalho: uma análise por meio da nanoCT

Processo: 18/25051-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Alexandre Augusto Zaia
Beneficiário:Natália Siqueira Lobo
Supervisor no Exterior: Reinhilde Jacobs
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Katholieke Universiteit Leuven, Bélgica  
Vinculado à bolsa:17/05391-9 - Avaliação da incidência de ramificações nos 3 mm apicais da raiz dentária por meio de radiografia periapical digital, TCFC e microtomografia computadorizada, BP.MS
Assunto(s):Instrumentação   Canal radicular   Radiologia

Resumo

A ideia de que as ramificações apicais do canal radicular devem ser preenchidas para o sucesso da terapia endodôntica é aceita por muitos clínicos e pesquisadores. A alta porcentagem de ramificações nessa região indica a importância do seu preenchimento através do cimento endodôntico, a fim de evitar uma infecção bacteriana persistente. Nesse sentido, o objetivo deste estudo é avaliar por meio da Nano-tomografia computadorizada (nanoCT) o preenchimento das ramificações localizadas no último mm da raiz dentária utilizando dois comprimentos de trabalho. Neste estudo in vitro, 56 pré-molares mandibulares foram escaneados com o aparelho de Micro- tomografia computadorizada SkyScan 1174 (Bruker, Kontich, Bélgica). Todas as imagens foram avaliadas por um radiologista oral e um endodontista, que determinaram a presença ou ausência de ramificações apicais. Vinte e quatro pré-molares inferiores com ramificações apicais foram selecionados e divididos aleatoriamente em dois grupos (n = 12). O grupo A terá os canais radiculares instrumentados 1 mm aquém do forame apical (FA), e o cone de guta-percha e o cimento serão limitados ao batente apical (1 mm aquém do FA). O grupo B terá os canais radiculares intrumentados em toda a sua extensão com alargamento do forame. No grupo B, o cone de guta-percha vai parar a 1 mm do AF, por atrito com as paredes dentinárias, e o ciemnto preencherá o último milímetro do canal radicular. O preenchimento das ramificações será avaliado através da comparação de imagens de nanoCT obtidas antes da instrumentação e após a obturação. As imagens serão avaliadas em consenso por 2 avaliadores para verificar a presença / ausência de cimento nas ramificações apicais. O teste exato de Fisher será aplicado para comparar os dois comprimentos de trabalho quanto ao preenchimento das ramificações apicais ao nível de significância de 5% (± = 0,05). Também será realizada uma análise descritiva dos dados obtidos. Os resultados deste estudo podem fornecer informações sobre a capacidade do cimento penetrar nas ramificações apicais e garantir uma melhor taxa de sucesso na terapia endodôntica.