Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigando a hipermutação somática nas cadeias delta/gamma de TCR em Trichechus manatus latirostris (peixe-boi da Flórida)

Processo: 19/03568-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 31 de março de 2019
Vigência (Término): 29 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Mariana Freitas Nery
Beneficiário:Bruna Cristina Dias
Supervisor no Exterior: Michael Frederick Criscitiello
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Texas A&M University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:17/14831-2 - Evolução de genes do sistema imunológico em mamíferos aquáticos: identificando as pegadas moleculares da colonização de novos ambientes, BP.MS
Assunto(s):Sistema imune   Evolução molecular   Evolução

Resumo

Os peixes-boi (Ordem Sirenia) são suscetíveis a diversas ameaças às suas populações. As ameaças naturais para o peixe-boi da Flórida incluem temperaturas da água fria, furacões, proliferação de algas nocivas e disseminação de doenças e patógenos. Com base em achados clínicos, os peixes-boi da Flórida são naturalmente resistentes a doenças infecciosas e naturais, que podem resultar de um sistema imunológico altamente desenvolvido e eficiente. Sua aparente resistência a doenças certifica uma compreensão adicional de suas adaptações imunológicas ao ambiente marinho e de água doce. No entanto, estudos imunológicos em peixes-boi ainda são escassos, e eles geralmente se concentram em correlações com a síndrome do estresse pelo frio e a maré vermelha. O processo de hipermutação somática é um tipo de alteração genética no sistema imune que ocorre nas cadeias pesadas e leves das imunoglobulinas. Durante este processo, mutações pontuais são introduzidas nos segmentos gênicos das regiões variáveis das imunoglobulinas, resultando em uma mudança na proteína expressa, alterando sua afinidade da especificidade a antígenos. Acredita-se que os loci dos receptores de células T (TcR) não sofrem hipermutação somática, embora estudos recentes indiquem a presença desse processo acontecendo em cadeias delta, gama e alfa de tubarões e do dromedário. Além disso, apesar da tradicional crença de que os peixes-boi possuem um sistema imunológico eficiente, eles apresentam baixa diversidade combinatória de genes V(D)J e poucos isótipos de regiões constantes presentes em sua cadeia pesada das imunoglobulinas (IgH), além de não possuírem os segmentos V do clã III, o que significa que os peixes-boi possuem o clã IGHV limitado e pouca diversidade combinatória. Assim, este projeto tem como objetivo investigar a presença do processo de hipermutação somática nas cadeias delta e gama do TcR do peixe-boi da Flórida, possivelmente mitigando a falta de diversidade observada nas cadeias pesadas de suas imunoglobulinas.