Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da permeabilidade paracelular e composição da microbiota intestinal em modelo murino de gestação submetido à dieta hiperlipídica

Processo: 18/25088-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Licio Augusto Velloso
Beneficiário:Caio Fernando Biolcatti
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/50278-0 - Efeitos anti-obesidade de nutrientes por meio da ativação dos receptores hipotalâmicos FFAR1 e FFAR4, AP.TEM
Assunto(s):Fisiopatologia   Obesidade   Gravidez   Dieta hiperlipídica   Microbioma gastrointestinal   Permeabilidade   Enterócitos   Imuno-histoquímica

Resumo

O epitélio gastrointestinal é o responsável pela internalização de substâncias pelo corpo (permeabilidade celular e paracelular) e também pela defesa do organismo, impedindo a entrada de antígenos e patógenos. A permeabilidade paracelular no intestino é caracterizada pela passagem de substâncias do meio extracorpóreo para o intracorpóreo através do espaço presente entre as células. Em condições fisiológicas, a presença de tight junctions (TJs) na porção basolateral dos enterócitos regula esse trânsito, selecionando os compostos que devem transitar entre ambos os meios. Essas TJs sofrem influência direta de substâncias presentes na dieta, como ácidos graxos saturados, e da composição da microbiota intestinal, pois as bactérias que a compõem podem secretar produtos nocivos às TJs. A microbiota, por sua vez, é modulada pelos componentes dietéticos e por fenômenos fisiológicos como a gestação. O entendimento desses fatores para a integridades da TJs é de suma importância, posto que uma disfunção estrutural das proteínas das TJs acarreta em trânsito paracelular desregulado, de modo que substâncias como patógenos tornam-se capazes de atravessar a barreira epitelial, o que culminaria em prejuízo à homeostase do organismo. Dessa forma, o objetivo deste trabalho é investigar a influência do consumo de dieta hiperlipídica e da gravidez, combinadas ou não, na composição de bactérias que compõem a microbiota intestinal e sua relação com a permeabilidade dos enterócitos. Serão realizadas coletas de fezes para análise de microbiota e coleta de diferentes porções intestinais para verificação da expressão gênica e proteica por meio de qPCR e imuno-histoquímica.