Busca avançada
Ano de início
Entree

Separação de compostos bioativos presentes no chá preto e mate pela extração com líquidos pressurizados acoplada em linha com um adsorvente e avaliação de seu potencial antimicrobiano

Processo: 18/17089-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Maurício Ariel Rostagno
Beneficiário:Mariana Corrêa de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/18772-6 - Desenvolvimento de métodos rápidos para análise e caracterização química de compostos em folhas de chá preto e mate, BE.EP.DD
Assunto(s):Produtos naturais   Chá   Camellia sinensis   Ilex paraguariensis   Compostos bioativos   Compostos fenólicos   Anti-infecciosos   Extração de líquidos   Extração em fase sólida   Flavonoides

Resumo

O chá é uma das bebidas mais consumidas no mundo, sendo considerado uma das bebidas mais antigas produzidas por via biotecnológica desenvolvidas pelo ser humano. Seu uso se dá na forma de infusões e seu amplo consumo está relacionado com suas propriedades sensoriais e estimulantes. A composição química das folhas do chá preto (Camellia sinensis) e erva mate (Ilex paraguariensis) é bastante diversa com a presença de uma ampla variedade de componentes. O chá preto (Camellia sinensis) apresenta elevadas concentrações de compostos que possuem propriedades antimicrobiana, assim como a erva mate (Ilex paraguariensis), podendo ser explorados para o uso de conservantes em alimentos, por exemplo. Para utilizar estes produtos naturais é necessário realizar um processo de extração para remover os compostos biologicamente ativos da matriz da matéria-prima e para isto podem ser utilizados diferentes técnicas e métodos de extração. Estas técnicas de extração vão desde as mais simples, como a maceração, até processos avançados como os líquidos pressurizados (PLE). Os métodos convencionais de extração apresentam desvantagens, tais como: baixa seletividades, obtenção de baixa concentração de compostos de interesse, demora do tempo de extração e alto consumo de solventes para obtenção dos compostos. Em contraste, as técnicas modernas de extração permitem realizar o processo mais rapidamente com menor consumo de solventes e obter extratos com maior concentração e menos contaminantes. Assim, este trabalho propõe-se estudar a combinação da extração com líquidos pressurizados e extração em fase sólida para a purificação de compostos fenólicos a partir de chá preto e mate, bem como avaliar o potencial antimicrobiano da fração de flavonoides e seu uso contra microrganismos patogênicos e deteriorantes. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SOUZA, MARIANA C.; SANTOS, MARIANA P.; SUMERE, BEATRIZ R.; SILVA, LAISE C.; CUNHA, DIOGO T.; MARTINEZ, JULIAN; BARBERO, GERARDO F.; ROSTAGNO, MAURICIO A. Isolation of gallic acid, caffeine and flavonols from black tea by on-line coupling of pressurized liquid extraction with an adsorbent for the production of functional bakery products. LWT-FOOD SCIENCE AND TECHNOLOGY, v. 117, JAN 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.