Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da aplicação da arginina sobre a composição e metabolismo de biofilmes microcosmos de saliva e prevenção da desmineralização do esmalte

Processo: 18/01654-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Thiago Cruvinel da Silva
Beneficiário:Daniela Alejandra Cusicanqui Méndez
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Cariologia   Arginina   Biofilmes   Saliva   Desmineralização do dente   Cárie dentária   Esmalte dentário   Fluoreto de sódio

Resumo

Resultados de estudos clínicos demonstraram que dentifrícios contendo arginina podem ser efetivos na reversão e proteção contra a desmineralização, reduzindo a incidência de cárie dentária em crianças. Entretanto, o nível de evidência destes achados ainda é considerado baixo. Além disso, o estudo do efeito da arginina sobre os biofilmes dentários e processo de desmineralização-remineralização do esmalte é escasso. Portanto, o objetivo do presente estudo in vitro será determinar o efeito de duas diferentes concentrações da arginina (2,5 e 8%), associada ou não ao fluoreto de sódio a 1450 ppm, sobre a composição e metabolismo de biofilmes microcosmos de saliva e prevenção da desmineralização do esmalte dentário. Amostras de saliva provenientes de três adultos livres de cárie serão utilizadas como inóculos para a obtenção de um pool microbiológico que será utilizado como estoque inicial para o crescimento de biofilmes microcosmos sobre blocos de esmalte bovino. O estudo será dividido em duas fases, de acordo com os diferentes tempos de aplicação dos tratamentos: I) durante as 72 h de crescimento dos biofilmes e II) após as 72 h de crescimento dos biofilmes. Em cada uma das fases, os biofilmes serão tratados de acordo com um dos 6 grupos experimentais, descritos a seguir: 1) água deionizada (AD, controle negativo); 2) fluoreto de sódio a 1100 ppm (NaF, controle positivo); 3) arginina a 2,5% (ARG2,5%); 4) arginina a 8% (ARG8%); 5) NaF + arginina a 2,5% (NaFARG2,5%); e 6) NaF + arginina a 8% (NaFARG,8%). A composição e viabilidade dos biofilmes serão determinadas por três técnicas distintas: a) contagem de unidades formadoras de colônia de microrganismos totais viáveis, estreptococos totais, estreptococos do grupo mutans e lactobacilos, crescidas sobre Agar Soja Triptona Sangue, Agar Mitis Salivarius, Agar Mitis Salivarius Sacarose Bacitracina e Agar Rogosa com ácido acético glacial a 0,13%, respectivamente; b) Human Oral Microbiome Identification using Next Generation Sequencing (HOMINGS); e c) vitalidade de microrganismos em diferentes profundidades de biofilmes intactos por microscopia laser confocal. O metabolismo dos biofilmes será determinado pela quantificação de polissacarídeos extracelulares insolúveis (método colorimétrico) e concentração de L-lactato em meio de cultura (método de espectrofotometria enzimática). A prevenção da desmineralização será determinada pela mensuração do pH dos meios de crescimento microbiano, quantidade de cálcio liberado em meio de cultura por absorção atômica e perda de dureza superficial, perda mineral integrada e profundidade de lesão pela análise da estrutura mineral dos espécimes de esmalte pelas técnicas de microdureza e microrradiografia transversal. A análise estatística será conduzida de acordo com a normalidade e homogeneidade dos dados. Valores de P<0,05 serão considerados significativos. (AU)