Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise sazonal da cobertura vegetal em áreas de borda em remanescente florestal urbano

Processo: 18/24641-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Manejo Florestal
Pesquisador responsável:Regina Márcia Longo
Beneficiário:Gabriela Jardim Costa
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-CAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/20116-0 - Relação entre dinâmica da vegetação e efeitos das mudanças globais: comparação entre modelo ecossistêmico baseado em processos e dados observacionais, BE.EP.IC
Assunto(s):Degradação ambiental   Cobertura vegetal   Resíduos florestais   Sazonalidade   Índice de área foliar

Resumo

Historicamente, a expansão dos centros urbanos e o crescimento dos parques industriais, bem como a expansão agrícola e a ação antrópica como um todo, resultaram em uma significativa degradação das florestas. O aumento dos impactos ambientais decorrentes do rápido crescimento econômico em grandes cidades, resultam na discussão da importância da manutenção de áreas verdes nos centros urbanos, pois estas influenciam de modo considerável a qualidade de vida das pessoas. Neste contexto, esse trabalho tem por objetivo analisar a qualidade da cobertura vegetal, em duas épocas distintas do ano, nas bordas da remanescente florestal Mata de Santa Genebra, localizado no distrito de Barão Geraldo, região norte da Cidade de Campinas, no interior do estado de São Paulo, verificando se o índice de cobertura foliar (IAF), obtido a partir de fotografias hemisféricas, podem ser utilizado como indicador efetivo da degradação ambiental em remanescentes florestais urbanos.