Busca avançada
Ano de início
Entree

Desempenho agronômico do milho segunda safra e alterações químicas do solo após duas aplicações de composto de lodo de esgoto no Cerrado

Processo: 19/02198-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Thiago Assis Rodrigues Nogueira
Beneficiário:Karen Cossi Kawakami
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Assunto(s):Biossólidos   Nutrição vegetal   Fertilizantes orgânicos   Adubo de lodo de esgoto   Micronutrientes   Zea mays   Milho   Solo de cerrado   Cerrado

Resumo

O composto de lodo de esgoto (CLE) é fonte de matéria orgânica e de nutrientes de plantas que pode substituir parcialmente o fornecimento de fertilizantes minerais e melhorar os atributos químicos do solo. No entanto, poucas pesquisas foram realizadas com CLE visando o suprimento de micronutrientes, especialmente, na região do Cerrado, que apresenta baixa fertilidade natural. Desse modo, objetiva-se com este estudo, avaliar o desempenho agronômico do milho segunda safra e as alterações dos atributos químicos do solo após duas aplicações de CLE como fonte de micronutrientes em solo da região de Cerrado. Para tal, o experimento será desenvolvido em condições de campo em Selvíria/MS. O delineamento experimental será em blocos casualizados, com quatro repetições. Os tratamentos serão originados de esquema fatorial 4 x 2 + 2, sendo: quatro doses de CLE (10,0; 15,0; 20,0 e 25,0 t ha-1, base úmida), dois modos de aplicação (área total e nas entrelinhas das culturas) e dois tratamentos adicionais (sem aplicação do composto e com adubação mineral convencional). Nas amostras de terra coletadas no final do ciclo da cultura, serão monitorados os teores de macro e micronutrientes, além dos atributos: M.O., pH, CTC, H+Al, Al, SB e V. O estado nutricional, alguns parâmetros biométricos, os componentes de produção e a produtividade de grãos serão utilizados para avaliar o desempenho agronômico da cultura. Os resultados obtidos serão submetidos à ANOVA e as médias comparadas pelo teste de Tukey ao nível de 5%, correlação e regressão polinomial.