Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de exossomos em direção a novas abordagens terapêuticas para miopatia diabética gestacional

Processo: 19/02405-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 30 de outubro de 2019
Vigência (Término): 29 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Marilza Vieira Cunha Rudge
Beneficiário:Juliana Ferreira Floriano
Supervisor no Exterior: Costanza Emanueli
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : Imperial College London, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:17/21783-4 - Coorte da tríade gestacional: hiperglicemia, incontinência urinária e perfil clínico, molecular e ômico da miopatia hiperglicêmica na predição de incontinência e disfunção muscular e pesquisa translacional com biodevice para regeneração muscular em ratas, BP.PD
Assunto(s):Biomarcadores   Exossomos   Diabetes gestacional   Regeneração muscular   MicroRNAs

Resumo

O diabetes gestacional promove efeitos deletérios nos músculos do assoalho pélvico e músculo reto abdominal, levando à incontinência urinária nestas mulheres até dois anos após o parto devido à miopatia diabética gestacional, uma condição caracterizada por várias alterações musculares e atrofia. O grupo de pesquisa Diamater intensificou seus esforços no entendimento e tratamento dessa patologia. Atualmente, o tratamento da miopatia diabética gestacional e da incontinência urinária é ineficaz, elevando os custos da saúde pública e diminuindo a qualidade de vida das mulheres. Portanto, faz-se necessário o desenvolvimento de novas pesquisas nessa área, a fim de esclarecer a fisiopatologia, identificar biomarcadores que atuam no diagnóstico precoce e efetivo e também desenvolver pesquisas voltadas para a terapêutica da miopatia diabética gestacional. Recentemente, o estudo de exossomos mostrou-se eficaz não apenas como um biomarcador para patologias, mas também para estudos da fisiopatologia e terapia eficaz, segura e livre de células. Por esta razão, este projeto de pesquisa visa melhorar o estudo da fisiopatologia e identificação de novos biomarcadores para miopatia diabética gestacional, melhorando e criando novas perspectivas para o uso translacional da terapia proposta no projeto temático (número do processo: 2016 / 01743-5). Através do desenvolvimento de novos dados piloto que investigam o potencial de exossomos circulantes para melhorar a previsão, diagnóstico e tratamento da miopatia do assoalho pélvico induzida por diabetes mellitus gestacional (DMG) e se os exossomos derivados de células-tronco mesenquimais (MSCs) podem representar uma nova abordagem terapêutica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.