Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da p38alfa MAPK sobre as vias beta-adrenérgicas, browning e whitening do tecido adiposo em um modelo experimental de hipercortisolismo iatrogênico crônico

Processo: 19/04936-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Fabio Bessa Lima
Beneficiário:Flaviane de Fatima Silva
Supervisor no Exterior: Sheila Ann Collins
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Vanderbilt University (VU), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:18/11145-3 - Estudo das alterações na capacidade termogênica e na regulação do browning/whitening em territórios adiposos de diferentes localizações anatômicas induzidas pelo hipercortisolismo iatrogênico crônico, BP.DR
Assunto(s):Fisiologia endócrina

Resumo

A obesidade/redistribuição adiposa é uma das características do hipercortisolismo/síndrome de Cushing, reproduzida em nosso modelo experimental de hipercortisolismo em ratos. Nosso objetivo é entender como o excesso de glicocorticóides afetam o "browning" e "whitening" em vários depósitos de gordura, e se esses efeitos se correlacionam com a redistribuição de adiposa nesse estado patológico. Resultados parciais indicam a ocorrência de "whitening" do tecido adiposo marrom interescapular, uma vez que há importante alteração morfológica dos adipócitos, que adquirem características uniloculares e apresentam capacidade oxidativa reduzida tanto para glicose quanto para ácidos graxos, além de redução significativa da atividade da citrato sintase e expressão gênica de Ucp1. Na gordura subcutânea inguinal, observou-se aumento da capacidade oxidativa para ambos os substratos, acompanhada de um aumento na atividade da citrato sintase e da expressão de gênica de Ucp1, sugerindo "browning" neste depósito. Um dos principais estímulos para a ativação dos adipócitos beges e marrons é a ativação adrenérgica, principalmente pelo receptor tipo beta3. Estudos prévios mostraram que o aumento da expressão da Ucp1 devido à ativação adrenérgica é dependente da via p38± MAPK. No entanto, uma das vias pelas quais os glicocorticóides desempenham o seu efeito anti-inflamatório em diferentes tipos de células é por inibição das MAPKs. Em vista disso, as questões são: (1) o "browning"/"whitening" está relacionado ao efeito inibitório dos glicocorticoides nas MAPKs, especialmente a p38± MAPK? (2) A inibição das MAPKs altera a ativação beta-adrenérgica dos diferentes tecidos e, consequentemente, altera o "browning"/"whitening"? Assim, o objetivo deste projeto é avaliar o papel da p38± MAPK nas vias ²-adrenérgicas e nos processos de "browning"/"whitening" de diferentes depósitos adiposos em um modelo experimental de hipercortisolismo iatrogênico crônico.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.