Busca avançada
Ano de início
Entree

Microbiota intestinal da raça arroz e raça milho de Spodoptera frugiperda: diversidade e modo de transmissão

Processo: 19/04086-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Fernando Luis Cônsoli
Beneficiário:Nathalia Cavichiolli de Oliveira
Supervisor no Exterior: Andrew P. Michel
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Ohio State University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:17/24377-7 - Microbiota intestinal das raças arroz e milho de Spodoptera frugiperda: diversidade e função no processo de adaptação ao hospedeiro, BP.DR
Assunto(s):Entomologia

Resumo

A microbiota intestinal é um importante fator para vários aspectos da fisiologia do hospedeiro. Em insetos, microrganismos simbiontes podem desempenhar papéis importantes na adaptação a plantas hospedeiras em processos de especiação, por exemplo. Spodoptera frugiperda, uma importante praga agrícola de várias culturas, possui atualmente duas raças bem estabelecidas, que diferem no nível genético e na utilização de plantas hospedeiras. Simbiontes associados ao intestino de S. frugiperda podem estar desempenhando um papel relevante no processo de adaptação do hospedeiro e diferenciação de linhagens. Portanto, o objetivo deste projeto é estabelecer o papel da microbiota intestinal na utilização e adaptação de plantas hospedeiras em insetos, utilizando as linhagens "milho" e "arroz" de S. frugiperda como modelo. Para este propósito, correlações entre a diversidade genotípica do hospedeiro e a diversidade microbiana intestinal serão realizadas. As populações serão obtidas em diferentes regiões do Brasil e países da América Latina, EUA e México em condições de campo. Esta caracterização será realizada pela análise do gene 16S rRna. Além disso, será verificada a distribuição e organização espacial dos principais simbiontes intestinais encontrados, nos ovos de S. frugiperda. O mecanismo de persistência destas bactérias no hospedeiro e como elas infectam os ovários das fêmeas também serão estudados por meio de microscopia confocal.