Busca avançada
Ano de início
Entree

Práticas reflexivas em educação inclusiva no ensino superior

Processo: 18/11265-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Lúcia Pereira Leite
Beneficiário:Jose Tadeu Acuna
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Educação inclusiva   Educação especial   Ensino superior   Deficiências   Transtorno do espectro autista

Resumo

Este projeto tem como temática central a inclusão de pessoas com deficiência no ensino superior. Parte-se da premissa que o ser humano produz sua existência histórica na relação dialética com seu entorno, em um processo de apropriação dos elementos culturais que permite sua objetivação na materialidade. Esta lei geral do desenvolvimento se aplica igualmente às pessoas com deficiência, dentre elas, aos classificados no Transtorno do Espectro Autista (TEA), sendo necessárias adaptações projetadas às suas particularidades. Neste sentido, a Educação no Ensino Superior deve proporcionar elementos culturais e preparar o estudante para a entrada no mercado de trabalho e para usufruir de seus direitos e deveres. No entanto, mesmo o Brasil sendo signatário de políticas inclusivas, os contextos educacionais ainda pouco fornecem condições inclusivas, dificultando a acessibilidade e conclusão dos estudos das pessoas com deficiência. Diante desta problemática, objetiva-se propor práticas reflexivas em prol da Educação Inclusiva no Ensino Superior, a partir da aplicação da Escala de Concepções de Deficiência (ECD) e de uma ação formativa reflexiva. Será proposta uma pesquisa qualitativa social com a estratégia de estudo de caso. A coleta de dados ocorrerá na UNESP - de Bauru, em dois momentos, o primeiro com a aplicação da ECD em todos os docentes do curso de Química (13), o segundo com observação direta da prática pedagógica de um dos professores que acordou em participar, por meio de registros a um diário de campo. Após esta ação, será realizada formação continuada reflexiva deste mesmo professor considerando as observações e um roteiro que auxilia a refletir sobre a prática pedagógica em sala de aula. A ideia central se sustenta no acompanhamento e no repensar do fazer pedagógico docente dirigida aos estudantes com TEA, uma vez que o professor do curso mencionado tem procurado auxílio para a condução do processo de ensino, em função das particularidades apresentadas por este público. Os encontros reflexivos serão analisados à luz do roteiro utilizado em cada reunião e um conjunto de indicadores propostos para a análise de prática pedagógica, para que assim seja possível averiguar mudanças desta própria prática.