Busca avançada
Ano de início
Entree

Espacialização da educação no Estado de São Paulo: da regionalização à territorialização do ensino (1850-1967)

Processo: 18/26599-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia
Pesquisador responsável:Márcia Cristina de Oliveira Mello
Beneficiário:Felipe Janini Bonfante
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ourinhos. Ourinhos , SP, Brasil
Assunto(s):Educação escolar   Ensino público   Ensino de geografia   Fiscalização   Territorialização   Regionalização   São Paulo

Resumo

O Ato Adicional de 1834 desponta como um marco na história da Educação do Estado de São Paulo, posteriormente surgiu a primeira lei de instrução primária, a lei nº 34 de 16 de Março 1846, por conseguinte iniciou-se a preocupação com a organização sistemática do ensino público e privado, que outrora era quase inexistente em nosso país, engendrando assim o início do processo de espacialização da educação. Doravante, este processo tomou diversas formas em fases distintas, fomentado por leis e decretos que moldaram e orientaram tal espacialização. O presente projeto tem por objetivo o estudo da espacialização da Educação no Estado de São Paulo a partir da organização das diretorias de ensino e, desta forma, contribuir para a compreensão dos fundamentos geográficos, políticos e ideológicos da atual divisão da educação paulista, as atuais Diretorias de Ensino. Mais precisamente se pretende analisar a espacialização dos aparatos de fiscalização governamental da educação a partir de 1850 investigando, em suas etapas, o processo de regionalização e territorialização do ensino paulista.