Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito anti-inflamatório de nanopartículas de Punica granatum Linné sobre a linhagem de monócitos humanos THP-1

Processo: 19/01380-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Vanessa Soares Lara
Beneficiário:Priscila Maria Aranda Salomão
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/03965-2 - Papel do sistema renina-angiotensina em diferentes modelos inflamatórios orais: uma abordagem interdisciplinar experimental e clínica, AP.TEM
Assunto(s):Patologia   Monócitos   Candidose   Candida albicans   Estomatite protética

Resumo

Este estudo avaliará in vitro se o fármaco fitoterápico Punica granatum Linné, que afeta o sistema renina-angiotensina (SRA), apresenta também alguma influência nos mecanismos imunopatológicos desencadeados nas candidoses, em especial na forma mais frequente de candidose bucal, a estomatite protética. Especificamente, este estudo tem como objetivo avaliar in vitro se o fitoterápico citado, na forma de nanopartículas, interfere na resposta imunoinflamatória de monócitos frente a infecção com Candida Albicans. Inicialmente, a citotoxicidade dos monócitos humanos da linhagem THP-1 ATCC® em diferentes concentrações de nanopartículas do fitoterápico será avaliada, por meio do ensaio de viabilidade Alarmablue. O efeito anti-inflamatório do composto sobre os monócitos humanos, previamente estimulados in vitro com C. albicans ou LPS, será avaliado pela produção de óxido nítrico (NO) e peróxido de hidrogênio (H2O2), por meio do método colorimétrico de Griess e pela degradação de substratos fluorescentes, respectivamente, bem como por meio da quantificação de citocinas e quimiocinas produzidas pelas células por ensaio Multiplex Milliplex®. Ainda, a determinação de genes e proteínas relacionados com as respostas inflamatória e anti-Candida será avaliada por meio das técnicas RT-qPCR e espectrometria de massas. Os resultados obtidos serão submetidos à análise de normalidade por meio do teste de Kolmogorov-Smirnov e, posteriormente, serão avaliados utilizando-se os testes T e Anova one-way quando os dados apresentarem distribuição normal, ou por meio dos testes de Mann-Whitney e Kruskall-Wallis se os dados forem não-paramétricos (p<0,05).