Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão heteróloga do gene LIC13259 na cepa saprófita Leptospira biflexa e aquisição da capacidade de evasão do sistema imune humano

Processo: 18/08131-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Ana Lucia Tabet Oller Do Nascimento
Beneficiário:Maria Fernanda Cavenague Pereira
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50981-0 - Busca de proteínas de superfície nas sequências do genoma da Leptospira interrogans: caracterização funcional e imunológica para o entendimento de mecanismos envolvidos na patogênese de bactéria, AP.TEM
Assunto(s):Interações hospedeiro-patógeno   Leptospira   Sistema imune   Expressão heteróloga   Virulência   Plasminogênio

Resumo

A Leptospirose é uma zoonose mundial que acomete várias espécies de animais, incluindo humanos, causada por espécies patogênicas do gênero Leptospira. Possui um quadro de manifestação clínica muito variada, podendo apresentar desde sintomas comuns as doenças tropicais, como febre, calafrios, cefaléia, dores musculares, enjoo, vômitos e diarreia, até uma síndrome severa de infecção multissistêmica conhecida como Síndrome De Weil. Vários fatores de virulência e proteínas envolvidas na invasão e evasão do hospedeiro já foram identificados. Nosso grupo vem estudando novos genes de superfície desta bactéria e resultados muito interessantes têm sido obtidos, como por exemplo, os da proteína codificada pelo gene LIC13259 estudada durante o mestrado mostrou-se capaz de contribuir nos processo de colonização, na invasão, e evasão imune do hospedeiro. Entretanto, as condições empregadas nestes estudos foram com as proteínas recombinantes e componentes purificados e um sistema biológico mais complexo é necessário para podermos validar as atividades encontradas. Sendo assim, o presente projeto propõe a obtenção de mutantes knock-in da cepa saprófita L. biflexa, que não possui o gene LIC13259 e avaliar se as leptospiras saprófitas adquirem atividade de adesão, avaliando a ligação da cepa mutada com componentes da matriz extracelular, a aquisição de plasminogênio do soro e geração de plasmina, e por fim e a capacidade de sobreviver ao soro normal humano, considerando que cepas saprófitas são sensíveis e as patogênicas resistentes. Ainda na linha de pesquisa para busca de fatores de virulência, o projeto propõe caracterizar uma nova sequência codificadora, LIC12254, que contém domínio RGD com capacidade de interagir com integrinas humanas e desempenhar funções importantes na invasão do patógeno. Deste modo, o projeto contribuirá para um maior entendimento da patogenicidade de L. interrogans. (AU)