Busca avançada
Ano de início
Entree

Dimensionamento, análise econômica e projeto dinâmico-modular de biorretenções sob a ótica de mudanças climáticas e uso e ocupação do solo

Processo: 18/20865-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Engenharia Hidráulica
Pesquisador responsável:Eduardo Mario Mendiondo
Beneficiário:Marcus Nóbrega Gomes Júnior
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50848-9 - INCT 2014: INCT para Mudanças Climáticas (INCT-MC), AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Recursos hídricos   Mudança climática

Resumo

Atualmente para mitigar problemas de drenagem urbana em cidades brasileiras são priorizadas técnicas compensatórias (TCs) com medidas estruturais, pontuais e centralizadas na escala de macrodrenagem. Por um lado, estas TCs, prioritariamente, apresentam grandes custos de implantação, poucos planos de operação e manutenção, e não inibem o contínuo o aumento dos impactos de uma urbanização crescente e não planejada. Por outro lado, recentes abordagens de TCs descentralizadas (de microdrenagem e da escala de lote) são alternativas de adaptação, desde que implementadas de forma dinâmica e modular no tempo, como as de Low Impact Development (LID) nos Estados Unidos e Canadá, as de Sustainable Urban Drainage Systems (SUDS) no Reino Unido e as de Water Sensitive Urban Design (WSUD) na Austrália, dentre outras. Destas TCs decentralizadas, a biorretenção incorpora múltiplos benefícios da gestão das águas pluviais. Contudo, observa-se que não há ainda metodologia única de dimensionamento e de projeto de TCs de biorretenção, especialmente porque a regulação de cada país, incluindo o Brasil, não destaca quais elementos objetivos, científicos e tecnológicos, se incorporem nessa dinâmica de módulos temporais perante os efeitos combinados de mudanças: de uso do solo e de potenciais mudanças climáticas. Vinculada ao projeto temático do INCT-Mudanças Climáticas-2 (FAPESP 2014/50848-9) e como apoio ao Projeto Regular de TC-biorretenção (FAPESP 2017/21940-0), ambos vigentes, esta pesquisa aborda hipóteses, objetivos e atividades teórico-práticas para dimensionamento, análise econômica e projeto dinâmico-modular de TC-biorretenção sob a ótica de mudanças climáticas e de uso e ocupação do solo. A metodologia, primeiro, revisa cientifica e historicamente as gerações de TCs para justificar fatores que mais influenciam nas TCs-biorretenção. Além disso, o Projeto propõe um novo modelo de dimensionamento via simulação hidráulica de biorretenções, que é utilizado tanto para simular e calibrar o funcionamento de uma já construída, como também para dimensionar novas TC-biorretenção, mais modernas e eficientes para a segurança hídrica de longo prazo. A partir de dados teóricos e experimentais, a Pesquisa visa desenvolver um novo manual para dimensionamento, análise econômica e projeto dinâmico-modular de TC-biorretenções sob a ótica de possíveis mudanças climáticas e do uso e ocupação do solo, de futura utilidade em Códigos de Obras e Planos Diretores Urbanos.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.