Busca avançada
Ano de início
Entree

Prevalência de anemia em mulheres no primeiro trimestre de gestação

Processo: 19/03764-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Patricia Helen de Carvalho Rondó
Beneficiário:Jessica Francisco Marcelo
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/03333-6 - Relação entre adiposidade materna e adiposidade do concepto nos períodos fetal, neonatal e no primeiro ano de vida: estudo prospectivo de base populacional, AP.TEM
Assunto(s):Nutrição da mãe   Gravidez   Hemoglobinas   Ferro   Anemia

Resumo

A anemia gestacional é um importante problema de saúde pública, que afeta principalmente mulheres em países em desenvolvimento, estando associada a efeitos deletérios para o binômio mãe-concepto, como um maior risco de parto prematuro, baixo peso ao nascer, mortalidade perinatal e baixa concentração de hemoglobina (Hb) no recém-nascido (Karaoglu et al., 2010). Durante a gestação, os níveis de Hb começam a declinar já no final do primeiro trimestre, mesmo em mulheres que iniciam a gestação com adequado estado nutricional em ferro (Milman, 2006). Apesar do número expressivo de estudos que avaliam a anemia em gestantes, aparentemente existe número reduzido de estudos epidemiológicos que avaliam a prevalência de anemia em mulheres em fase inicial da gestação. Este estudo transversal, descritivo, é parte de um estudo maior do tipo coorte prospectivo de base populacional, que visa avaliar a prevalência de anemia em mulheres no primeiro trimestre de gestação. Serão incluídas no estudo 500 mulheres com idade gestacional igual ou inferior a 17 semanas, atendidas no pré-natal das 33 Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Araraquara, SP. A idade gestacional será determinada por meio de ultrassonografia, método de Capurro (1978) e data da última menstruação. O diagnóstico de anemia será realizado pela concentração de hemoglobina descrita em hemograma completo, determinado em contador automático Coulter LH 750 HematologyAnalyzer, reagente Hemotech (BeckmanCoulter®, EUA). Serão consideradas anêmicas as gestantes com valores de Hb< 11,0 g/dL, sendo classificado como anemia leve (Hb e 9-10,9 g/dL), moderada (Hbe 7-8,9 g/dL) e grave (Hb< 7 g/dL), de acordo com o estabelecido pela WHO (2011). Informações sobre fatores socioeconômicos e demográficos, obstétricos e de estilo de vida (atividade física, dieta, fumo/álcool) serão avaliados por questionários previamente testados em gestantes (Rondó et al., 2003). Será também avaliado a ingestão de suplementos medicamentosos contendo ferro. A prevalência de anemia será descrita controlando-se por idade, uso de suplementos e estado nutricional das gestantes.