Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de produtos líticos do vírus de Epstein-Barr (EBV) envolvidos na evasão imune mediada por Linfócitos B

Processo: 19/03804-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Deilson Elgui de Oliveira
Beneficiário:Brunno Felipe Ramos Caetano
Supervisor no Exterior: Benjamin Gewurz
Instituição-sede: Instituto de Biotecnologia (IBTEC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : Harvard University, Boston, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:17/20352-0 - Efeitos de miR-BARTs do vírus de Epstein-Barr nas propriedades in vitro de células derivadas de linfomas humanos e na modulação de vias de sinalização intracelular envolvidas na linfomagênese, BP.DR

Resumo

O vírus de Epstein-Barr (EBV), formalmente designado herpesvirus humano 4 (HHV-4), é um vírus ubíquo presente em mais de 90% da população humana adulta e que causa infecção latente por toda a vida do hospedeiro. A infecção por EBV é considerada carcinogênica para humanos e está associada com uma variedade de cânceres humanos, especialmente o linfoma de Burkitt endêmico (LB) e o carcinoma de nasofaringe. Após infecção primária, o EBV inicia transitoriamente o ciclo lítico antes estabelecer a infecção latente no hospedeiro. Embora os efeitos oncogênicos do EBV sejam predominantemente associados à expressão dos produtos de latência, o ciclo lítico viral desempenha um papel crucial no desenvolvimento e manutenção dos cânceres associados ao EBV, ainda que estes mecanismos sejam em grande parte desconhecidos. Foram identificados fatores líticos precoces do EBV que têm como alvo o receptor de célula-B (B-cell receptor-BCR) intracelular e de superfície, promovendo a ubiquitinação e subsequente degradação proteassomal. Este estudo pretende investigar se a expressão dos genes imediatos precoces BZLF1 ou BRLF1 pelo EBV impactam na expressão e/ou atividade do complexo BCR. Mutantes do EBV com knockout dos genes imediatos precoces BZLF1 e/ou BRLF1 serão produzidos pela técnica CRISPR/Cas9 em linhagem de LB P3HR1. Alterações nos níveis de expressão proteica do BCR e outras proteínas associadas serão avaliadas por imunobloting. Os níveis de BCR também serão avaliados em linhagem de LB EBV-negativa BJAB através da expressão ectópica de BZLF1 e/ou BRLF1. Os dados obtidos deste estudo contribuirão para o melhor entendimento de possíveis mecanismos de imunoevasão mediados pelo EBV durante a reativação lítica e suas implicações na patogênese dos linfomas associados ao EBV.