Busca avançada
Ano de início
Entree

Entre letras e lutas: edição de texto fidedigno e anotada da Correspondência de Mário de Andrade e Carlos Lacerda

Processo: 19/03880-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 08 de maio de 2019
Vigência (Término): 07 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Brasileira
Pesquisador responsável:Marcos Antonio de Moraes
Beneficiário:Rodrigo Jorge Ribeiro Neves
Supervisor no Exterior: Antonio Castillo Gomez
Instituição-sede: Instituto de Estudos Brasileiros (IEB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad de Alcalá (UAH), Espanha  
Vinculado à bolsa:16/18804-7 - Entre letras e lutas: edição de texto fidedigno e anotada da correspondência de Mário de Andrade e Carlos Lacerda, BP.PD
Assunto(s):Epistolografia   Mário de Andrade   Modernismo no Brasil

Resumo

O nome de Carlos Lacerda (1914-1977), quando mencionado, é geralmente associado ao político de intensa verve oratória e de implacável atuação em diversos momentos decisivos da história do Brasil. Como todo influente e combativo homem público, colecionou admiradores e desafetos. Nada disso o ludibriou ou abateu. Lacerda tinha a ferocidade retórica do político engajado até a medula nas questões cruciais do país, mas também desenvolveu uma paciente e esmerada lucidez analítica devido à sua estreita relação com a literatura, seja como escritor, editor, dramaturgo, ensaísta ou leitor erudito. A polivalência intelectual de Lacerda aproxima-o, assim, de Mário de Andrade (1893-1945), sempre atento e receptivo aos moços de intenso potencial criativo. Mário, então, manifesta interesse pelo jovem escritor e político carioca, dando início a um sincero e irrequieto diálogo epistolar, que se estende até à morte do escritor paulista. Artigos encomendados, desavenças entre pares e discussões sobre a espinhosa intercessão entre literatura e engajamento político são alguns dos temas percorridos nas cartas, que exigem compilação e estudo para esclarecer os aspectos e contextos em que estão inseridos. Portanto, este projeto pretende produzir a edição de texto fidedigno e anotada da correspondência recíproca de Mário de Andrade e Carlos Lacerda, nos moldes metodológicos da Coleção Correspondência Mário de Andrade (IEB-USP), a partir dos 43 manuscritos conhecidos até então, 39 de Carlos Lacerda e 4 de Mário de Andrade, com o intuito de não apenas reconstituir a relação desses dois proeminentes personagens da cultura brasileira, mas também ampliar o conhecimento sobre seus papéis nas dimensões literária, cultural e política de nossa história.