Busca avançada
Ano de início
Entree

Datação de sedimentos da Barreia de Paranaguá, PR

Processo: 18/18767-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Shigueo Watanabe
Beneficiário:Juan Hideo Takara
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/03085-0 - Geocronologia do quaternário da costa Sudeste e Sul do Brasil, AP.TEM
Assunto(s):Datação   Quaternário   Sedimentos geológicos   Ressonância paramagnética

Resumo

A datação de sedimentos da Barreira de Paranaguá, de interesse a geógrafos do Quaternário, está relacionada conhecer como a flutuação do nível do mar afetou no passado, a planície costeira do estado do Paraná, por isso, é de interesse aos geólogos do Quaternário. A Barreira de Paranaguá compõe-se de uma parte com formação holocênica (de menor extensão) e outra com formação pleistocênica, que se estende da costa ao interior por cerca de 25 km. A datação de sedimentos coletados de um ponto a cerca de 10 km da costa, já está em andamento e faz parte do trabalho de um doutorando. O trabalho, até agora realizado, mostra que é um processo demorado, por isso, neste projeto de doutorando, a datação se completa com amostrados coletadas de 15 km e 20 km somente. Neste projeto, a datação de amostras do km da Barreira, na região de 25 km, vizinho da parte continental.