Busca avançada
Ano de início
Entree

Obtenção e caracterização de Leishmania geneticamente modificada expressora da proteína fluorescente GCaMP6: uma ferramenta para screening de compostos antileishmaniais que interferem na homeostase do cálcio

Processo: 18/26416-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Marcia Aparecida Silva Graminha
Beneficiário:Eduarda de Carvalho Le Sénéchal Horta
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Leishmaniose   Leishmania mexicana   Expressão de proteínas   Fluorescência

Resumo

As leishmanioses correspondem a uma gama de manifestações clínicas causadas pelas diferentes espécies do gênero Leishmania e transmitidas para o hospedeiro mamífero durante o repasto sanguíneo de fêmeas de flebotomínios infectadas. Esta parasitose é classificada como negligenciada e, portanto, apresenta poucas opções terapêuticas para seu controle, as quais se baseiam na administração de fármacos tóxicos e pouco toleráveis. O aumento na taxa de resistência in vitro e in vivo aos antimoniais, o número limitado de fármacos disponíveis, assim como os efeitos tóxicos associados e, recentemente, o aumento no número de casos de leishmaniose visceral em pacientes portadores do vírus HIV, tornam indispensável a busca por novos compostos leishmanicidas. Tendo em vista que a via de sinalização de Ca2+ é uma via importante para a virulência e sobrevivência de Leishmania, o presente estudo visa a obtenção de uma cepa de Leishmania amazonensis geneticamente modificada que expresse a proteína indicadora de Ca2+, GCaMP6. Os dados aqui obtidos serão úteis não apenas para a compreensão do papel do Ca2+ na sinalização de vias metabólicas importantes para a sobrevivência do parasito, como também na aplicação desta na descoberta de novos compostos bioativos que interferem na homeostase do Ca2+. Palavras-chave: Leishmanioses, via de sinalização, homeostase do Ca2+