Busca avançada
Ano de início
Entree

Cidades e sentidos na África do norte durante a Antiguidade Tardia: transformações das topografias urbanas e dos campos sensoriais (séc. IV-VII D.C.)

Processo: 17/19476-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Antiga e Medieval
Pesquisador responsável:Julio Cesar Magalhães de Oliveira
Beneficiário:Rafael Aparecido Monpean
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Antiguidade tardia   História social   História urbana   África do Norte

Resumo

Este projeto propõe investigar as transformações das paisagens de algumas cidades do norte da África e suas correlações com as mudanças sensoriais ao longo dos séculos IV-VII de nossa era. Para tanto, inicia-se com o estudo dos desenvolvimentos de três componentes topográficos tomados como estruturantes das cidades: os espaços de produção, de habitação e de realização das práticas mortuárias, complementados pelo elemento que os conecta a um só tempo, as vias públicas. Os sítios selecionados para a realização desta pesquisa foram aqueles que, num primeiro momento, apresentaram mudanças de ao menos dois dos elementos topográficos citados, acrescidos, quando possível, de indícios de reutilização de materiais de edifícios públicos e/ou privados. A partir da análise dessas modificações da materialidade urbana, defende-se a hipótese de que é observável neste período a emergência de novas sensibilidades no e para com o espaço citadino, que questionam e embaralham divisões normativas/normatizantes outrora consolidadas para as cidades antigas. Estabelecem-se, portanto, novos regimes de sensibilidade que partem dos e colocam em primeiro plano os atores sociais antes negligenciados, como trabalhadores e habitantes de ocupações mais humildes, cujas percepções e expressões sensoriais tornam-se apreensíveis a nós por meio de mudanças significativas na paisagem das cidades.