Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da associação dos exercícios aeróbio e respiratório no controle clínico e aspectos psicossociais de pacientes com asma moderada a grave: ensaio clínico aleatorizado

Processo: 18/11519-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Celso Ricardo Fernandes de Carvalho
Beneficiário:Felipe Moreira Benega Alves
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Asma   Reabilitação pulmonar   Fisioterapia

Resumo

Introdução: Os tratamentos não farmacológicos da asma têm sido utilizados para a melhora o controle clínico em pacientes asmáticos. Os exercícios respiratórios e aeróbios tem sido os tratamentos mais estudados isoladamente, porém se desconhece até o presente momento, um estudo que associe os dois tratamentos. Objetivo: Avaliar o efeito da associação dos exercícios aeróbio e respiratório no controle clínico da asma em pacientes com asma persistente moderada a grave. Casuística e métodos: Serão estudados 38 adultos asmáticos divididos, aleatoriamente, em dois grupos: aeróbio+placebo (GAP) e aeróbio+respiratório (GAR). O programa de treinamento terá a duração de três meses sendo realizado por 20 sessões, duas vezes por semana, com duração de 70 minutos cada sessão. Todos os pacientes serão avaliados antes e após a intervenção quanto ao controle clínico da asma, qualidade de vida na asma, diário de sintomas e cinemática toracoabdominal por pletismógrafo optoeletrônico. O número amostral foi calculado a partir dos dias livres de sintomas, com poder do teste de 90%, nível de significância de 5% e considerando uma perda de 20% totalizando 38 pacientes. Para o tratamento estatístico dos conjuntos de dados analisados as variáveis com distribuição normal serão analisadas nos diferentes momentos intergrupo e intra-grupo por meio da análise de variância (ANOVA) de dois fatores para medidas repetidas, seguida do teste post-hoc de Student-Newman-Keuls para identificar as possíveis diferenças entre os grupos e/ou ao longo do tempo e test t para as comparações entre delta. O nível de significância será ajustado para 5% (p<0,05) para todos os testes.