Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto ambiental e produtivo do processo de intensificação da recria e terminação de bovinos de corte manejados em capim marandu

Processo: 18/26492-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Pastagens e Forragicultura
Pesquisador responsável:Euclides Braga Malheiros
Beneficiário:Laís de Oliveira Lima
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Desempenho animal   Suplementos alimentares para animais   Fertilizantes nitrogenados

Resumo

Devido a preocupação decorrente dos impactos ambientais provocados pela pecuária de corte, o presente estudo visa identificar o impacto ambiental e produtivo do processo de intensificação de bovinos de corte e desenvolver um conjunto abrangente de indicadores para a intensificação sustentável da pecuária bovina. A área experimental será composta por 24 ha de Brachiaria brizantha Hochst ex A. Rich Stapf cv. Marandu dividida em 12 piquetes de aproximadamente 2 hectares [ha] cada. Serão utilizados 48 bovinos "testers" da raça nelore de peso médio de 300 kg e animais reguladores para manter a altura do dossel a 25cm, utilizando método de pastejo em lotação continua e a técnica "put and take" com lotação varável. Os tratamentos serão diferentes níveis de intensificação: baixo (0 de nitrogênio [N] ha-1) intermediário (75 kg de N ha-1) e alto (150 kg de N ha-1) em delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições (piquetes). A adubação será com de nitrato de amônio (32% de N). Na recria, todos os animais receberão uma mistura mineral ad libitum. Na terminação os animais do nível baixo de intensificação serão suplementados com 2,0% de peso corporal no pasto, já os animais de intensificação intermediária e alta serão terminados em confinamento. A avaliação das pastagens incluirá a determinação da massa de forragem e a determinação de componentes nutricionais da forragem. As variáveis de resposta animal incluem ingestão e digestibilidade dos nutrientes, emissao de metano entérico, balanço de nitrogenio (N), ganho de peso por animal e por área, rendimento de carcaça e deposição de proteína e energia.