Busca avançada
Ano de início
Entree

Solidariedade familiar intergeracional em situação de vulnerabilidade: relações familiares de crianças com deficiência no Brasil e Portugal

Processo: 19/02619-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Claudia Maria Simões Martinez
Beneficiário:Ana Carolina da Silva Almeida Prado
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/20995-8 - Solidariedade Familiar Intergeracional em situação de vulnerabilidade: relações familiares de crianças com deficiência no Brasil e Portugal, AP.R
Assunto(s):Terapia ocupacional   Família   Crianças com deficiência   Brasil   Portugal   Solidariedade

Resumo

Este projeto de pesquisa constitui fruto de parceria estabelecida há 10 anos com uma pesquisadora da Universidade do Porto em estudos do campo da família. Assim, o presente estudo concretiza um campo de pesquisa desenvolvido em Portugal no quadro de um consórcio internacional que integra 27 países Europeus interessados no fenômeno da Solidariedade Familiar Intergeracional. No Brasil, pretende-se conhecer como ocorre tal fenômeno por meio de parcerias com universidades públicas. Particularmente na UFSCar, o foco incidirá no contexto de vida diária de famílias quando têm uma criança com deficiência e alto grau de dependência gerando situações de vulnerabilidade nestes lares. Hipotetiza-se que as trocas de apoio intergeracional nas mais diversas dimensões (funcional, afetiva e conflitual) podem funcionar como mecanismos de proteção e promover a resiliência familiar de cada um dos membros. Considera-se que a solidariedade intergeracional constitui num elemento essencial na ajuda às famílias a enfrentarem seus estressores e consequentes impactos na saúde dos indivíduos. A abordagem bioecológica do desenvolvimento humano oferece respaldo tanto para o desenho da investigação quanto para a coleta e análise dos dados. O objetivo da presente pesquisa consiste em descrever e analisar as variações de solidariedade intergeracional estabelecida entre mães e avós de crianças com deficiência e alto grau de dependência. Trata-se de uma pesquisa descritiva cuja metodologia prevê o uso de instrumentos que possibilitam análises de cunho quanti e qualitativas. Pretende-se comparar as informações obtidas com dados de outros países, lembrando que se trata de um estudo transcultural. As similaridades nos aspectos educacionais e culturais e até da crise econômica que passam os dois países no momento possibilitam um diálogo frutífero que pode levar a soluções alternativas para ambos. A partir dos resultados, vislumbra-se a possibilidade de subsidiar políticas públicas brasileiras e portuguesas ligadas ao desenvolvimento humano.