Busca avançada
Ano de início
Entree

Mapeamento e especiação química de sementes e plântulas de soja tratadas com fontes de níquel

Processo: 19/04585-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:José Lavres Junior
Beneficiário:Jessica Bezerra de Oliveira
Supervisor no Exterior: Antony Van Der Ent
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Queensland, Brisbane (UQ), Austrália  
Vinculado à bolsa:18/13738-1 - Tratamento de semente de soja com micro e nanofertilizante a base de hidróxido de níquel e sulfato de níquel: avaliação da eficiência da FBN e do crescimento vegetal, BP.MS
Assunto(s):Nanopartículas   Glycine max   Nutrição mineral de plantas

Resumo

O uso potencial de nanopartículas (NPs) como nutriente para o tratamento de sementes tem despertado muito interesse na comunidade científica. O uso de NPs na agricultura é promissor, mas há uma falta de informação sobre sua interação com as plantas, bem como seu potencial para aumentar o crescimento e a produtividade das plantas. O tratamento de sementes com cobalto, molibdênio das estirpes de Bradyrhizobium e níquel (Ni) tem sido praticado para melhorar as culturas. O objetivo deste trabalho será avaliar o efeito do tratamento de sementes de soja e mudas com fontes de Ni: (1) Ni hidróxido - Ni (OH) 2 - dimensão micrométrica (5µm); (2): Ni sulfato - NiSO4; e (3): Ni hidróxido de níquel - Ni (OH) 2 - dimensão nanométrica (5nm), ambos a uma taxa de 360 mg kg - 1 (limite detectável do equipamento) na absorção de níquel pelas plantas, Ni de nitrogênio -translocação e sua distribuição nos tecidos vegetais. A distribuição e a especiação química do Ni fornecido às sementes e plântulas serão avaliadas por fluorescência de micro-raios X (µ-XRF) e micro-raios-x de absorção na borda da estrutura (µ-XANES). Todas as sementes tratadas e germinadas posteriormente serão analisadas em rizoboxes durante os estádios fenológicos V1 e V1, com ênfase também nas raízes, solo-rizosfera e brotos (apenas V1). A principal motivação para este tipo de análise físico-química em plantas submetidas a NP, é necessária para o desenvolvimento de novos fertilizantes à base de Ni, a fim de diminuir a quantidade total aplicada no solo ou aumentar a eficiência do uso de nutrientes, reduzindo possíveis constrangimentos ao ambiente e saúde humana e melhoria do rendimento agronomico com menor custo para os agricultores.Palavras-chave: nanopartículas, absorção de raios X e Glycine max.